Um novo marco para o Brecha Zero, edição nº 100

Por José Otero, vice-presidente da 5G Americas para América Latina e para o Caribe

A história é extremamente importante, especialmente quando nos recordamos da literatura que nos prende e nos condena à visão particular de um único autor. Talvez, por esse motivo, é sempre recomendável ouvir uma polifonia de vozes sobre o mesmo tópico para tentar nos aproximar o máximo possível da realidade. Esse foi o pensamento por trás da criação do Brecha Zero, o único portal focado em dar voz a todos os casos de uso das tecnologias da informação e comunicação (TIC) nos mercados da América Latina e do Caribe.

José Otero, vice-presidente da 5G Americas para América Latina e para o Caribe

A idéia de criar o portal surgiu da necessidade de podermos dar exemplos de uso às autoridades governamentais e à sociedade civil de como as TICs contribuem para promover o desenvolvimento, aumentar a eficiência e impactar positivamente a produtividade. As externalidades positivas dessas ações são aquelas que acarretam o chamado crescimento do PIB de um país, entre 0,3% e 3,6%, como é recorrentemente apresentado nos fóruns do setor em toda a região.

Após dezenas de entrevistas, coberturas especiais, estudos técnicos, infográficos e colunas, chegamos a edição número 100 de um portal que se tornou o principal repositório de TIC para desenvolvimento da região. Nessas páginas foram discutidos assuntos sobre aplicativos móveis focados no tratamento de crianças autistas, o uso de telecomunicações na pesca e a importância da teleducação como ferramenta para transformar a sociedade.

Questões como a importância das zonas rurais em relação a um país como um todo, quando se discorre sobre atrasos e avanços nas TIC, foram abordadas de diferentes maneiras. A importância da igualdade de gênero, as alternativas existentes para o uso da tecnologia em face de desastres naturais e como são medidas as métricas da região em relação ao espectro de rádio alocado têm sido uma parte importante das informações divulgadas e armazenadas pelo Brecha Zero.

No entanto, o importante não é o que foi alcançado até o momento, mas o caminho ainda a percorrer. Procurar multiplicar as maneiras pelas quais as notícias sobre o mundo das telecomunicações são divulgadas sem cair na velha armadilha da conformidade. O importante é informar todos os interessados a conhecer um pouco mais sobre o papel das TICs e deixar claro que sua função puramente de comunicação ou entretenimento chegou ao fim. As novas redes exigem uma robusta versatilidade, onde podem auxiliam no trajeto para o trabalho ou no sucesso pessoal daqueles que as adotam e começam a usá-las com o objetivo de inovar na resolução dos problemas do dia a dia.

Nos resta apenas agradecer por esses anos de apoio e esperamos que você continue nos acompanhando como um ávido leitor do Brecha Zero. Nosso compromisso é continuar promovendo a adoção das TICs regionalmente como uma ferramenta de desenvolvimento. Continue nos acompanhando, garantimos que não o desapontaremos. Pelo contrário, queremos estabelecer um diálogo contínuo com nossos leitores, a fim de alcançar a polifonia que se perde nos livros de história.