Tecnologias sem fio permitem a Scholas chegar em todas as partes conectando comunidades

Os trabalhos para reduzir as diferentes exclusões que a sociedade possui podem vir em diferentes âmbitos: governamental, privado, e inclusivo por meio de ONG ou motivo religioso. A colaboração dos diferentes estágios da sociedade é necessária para aumentar a inclusão e equiparar as possibilidades da população.

image1(1)
Evelin Bauer Pegoraro, CTO do Scholas Occurrentes

Neste universo encontra-se o Scholas Occurrentes, entidade internacional de bem público sem fins lucrativos incentivada pelo Papa Francisco que trabalha com escolas e comunidades educativas tanto públicas como privadas, de todas as crenças religiosas e seculares para restaurar o pacto educativo. Sobre os diferentes usos do Scholas em Tecnologias da Informação e da Comunicação, o Brecha Zero dialogou comJuan Vicente Fresno Herrera, administrador da plataforma Scholas.Social e assistente da Secretaria Pedagógica, e Evelin Bauer Pegoraro, CTO do Scholas Occurrentes.

Fresno Herrera é professor de filosofia, Estudos Bíblicos e Licenciatura em História, e está encarregado da área na qual estabelecem comunicações entre comunidades educativas, organizações e entes públicos para desenvolver e difundir boas práticas educativas. Tanto que Pegoraro é engenheira em Informativa e lidera a equipe de tecnologia internacional, desenvolvendo projetos na Argentina, assim como em outros países que conectam as habilidades sociais.

Foto Fresno 1
Juan Vicente Fresno Herrera, administrador da plataforma Scholas

O Brecha Zero dialogou com ambos os representantes para conhecer qual é a importância das TIC no trabalho diário do Scholas:

Brecha Zero: Como se incluem as TIC no trabalho diário do Scholas?

Scholas: Os três pilares do Scholas são a arte, os esportes e a tecnologia. Cada um destes pilares cumpre um papel fundamental em mudar uma educação integral que inclua conteúdos, hábitos e valores, como disse o Papa Francisco, que integre “a linguagem da cabeça, a linguagem do coração e a linguagem das mãos”. A arte abre uma dimensão de transcendência interior e o esporte ensina a julgar em equipe. A tecnologia, por sua vez, permite atualmente que as pessoas possam comunicar além das distancias geográficas e culturais com uma facilidade inédita. Estar conectado nem sempre implica em estar realmente comunicando, no entanto o uso realmente humano das ferramentas tecnológicas permite derrubar paredes e construir pontes entre pessoas e comunidades.

Em seu trabalho diário, Scholas utiliza as TIC para criar pontes entre estudantes, educadores, funcionários, empresários, esportistas, artistas e comunidades educativas de 190 países que formam a rede mundial Scholas. O mesmo Papa Francisco levou-o a praticar no Terceiro Congresso de Scholas, quando conectou jovens dos cinco continentes através de uma videoconferência.

A plataforma Scholas.Social é uma das principais ferramentas para desenvolver este diálogo direto entre todos os atores sociais comprometidos com a inovação da educação. No trabalho diário de suporte e seguimento às comunidades, incluímos o uso de relatórios automáticos, extração de dados para suas análises, comunicação interativa com as mesmas através dos serviços clássicos tecnológicos através da plataforma. Se difundem os projetos das redes sociais habituais e o envio de Newsletter através de plataformas dedicadas.

Brecha Zero: Como funcionam os programas do Scholas.Social?

Scholas: Em essência, o Scholas.Social funciona como uma rede social de instruções e redes educativas, através da qual os educadores de todo o mundo podem contatar outros educadores, compartilhar projetos educativos inovadores, pedir colaboração para desenvolver seus projetos e acessar propostas de formação e materiais didáticos. A participação em plataformas e seus benefícios é totalmente gratuita.

Brecha Zero: Quais benefícios considera que o Scholas.Social traz para o desenvolvimento da sociedade?

Scholas: Através de cada uma de suas iniciativas, o Scholas busca reconstruir o Pacto Educativo, ou seja, renovar o compromisso de cada um dos atores da sociedade com a educação. Isto pode-se dar através de uma experiencia de Scholas Cidadania, do festival artístico ou de uma partida de futebol , quando cada membro de uma comunidade contribuiu para sustentar uma atividade educativa.

O Scholas.Social é a ferramenta tecnológica que permite que se desenvolva um encontro educativo que se sustente em tempo e vença as distâncias geográficas e culturais, porque uma escola da Argentina pode conectar-se com uma da Espanha para compartilhar seus projetos, assim como educadores de diferentes países da Ibero américa possam compartilhar um diálogo com um pesquisador de Harvard sobre inovação educativa em tempo real.

Brecha Zero: A partir da sua experiência com Scholas Labs e Scholas Social, quais benefícios podem somar-se à educação utilizando as TIC?

Scholas: Os intercâmbios que o Scholas.Social faz é possível não apenas para aportar riqueza a nível pessoal para estudantes e educadores, mas também ajuda a difundir boas práticas e crescer a nível profissional aprendendo sobre as experiências de outras comunidades educativas. Mas o Scholas.Social permite visualizar projetos que já estão implementados nas escolas e organizações educativas, o Scholas Labs é um espaço que favorece o desenvolvimento de novos projetos inovadores a partir de problemáticas identificadas na vida escolar e é um dos modos de seguir trabalhando os objetivos que surgem nas experiências do programa Scholas Cidadania.

Brecha Zero: De que forma a evolução dos serviços móveis ou sem fio contribuíram para o desenvolvimento do Scholas?

Scholas: O acesso à informação e aos conteúdos através das tecnologias sem fio permitem que o Scholas chegue a todas as partes conectando comunidades, compartilhando experiencias e fomentando o desenvolvimento de projetos para construir um mundo mais inclusivo. Conectando jovens de todo o mundo através das plataformas do Scholas, promovendo que sejam eles o motor de mudança de suas próprias comunidades.

Brecha Zero: Qual uso fazem das redes sociais ou de outros meios de divulgação relacionados com as TIC?

Scholas: O Scholas usa todas as redes sociais, adequando o conteúdo ao público e à rede compartilhada. Não se trata somente de convidar educadores e estudantes para nossas próprias redes, mas de busca-las, escutá-las, compartilhar uma linguagem e buscar novos conceitos para criar uma sociedade mais humana. É disso que trata a Cultura de Encontro que buscamos difundir.

Brecha Zero: Do que consta o programa Scholas Labs?

Scholas: O Scholas Labs é o programa da Scholas Occurrentes que, graças a uma estreita colaboração com grandes empresas e instituições, impulsiona projetos e iniciativas tecnológicas orientadas para a educação e que respondam às necessidades da comunidade educativa Scholas Occurrentes.

Brecha Zero: Em quais países implantaram experiencias de Scholas Labs?

Scholas: Realizaram iniciativas do programa, como o Scholas Labs Jam na Argentina, no México, Estados Unidos, Espanha e Itália. Além disso, o Scholas Labs está integrado com o programa Scholas Ciudadania, incentivando os estudantes para que busquem soluções para seus problemas vinculados com a inovação e a tecnologia.

Brecha Zero: Quais foram seus resultados?

Scholas: De forma geral, durante todas as experiencias geraram novas ideias e protótipos funcionais para os demais apresentados, no qual nos tem permitido abrir muitas vias de colaboração com outras entidades e voluntários.

Atualmente estamos apresentando nosso último projeto, nascido da experiencia da Scholas Ciudadania de Madrid, cujo nome é Hannah: uma aplicação colaborativa para realizar entrevistas e gerar uma comunidade de apoio baseada em testemunhos para jovens e adultos. A ideia é criar esta plataforma de reflexão dos estudantes sobre os diferentes problemas investigados durante a experiencia: qualidade educativa, perseguição escolar ou bullying, violência de gênero e adicionais (álcool e drogas).

0 comments on “Tecnologias sem fio permitem a Scholas chegar em todas as partes conectando comunidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *