Redes móveis auxiliam a pesca na Colômbia

A implementação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) em atividade econômicas diferentes têm uma extensa bibliografia que, por meio de diferentes métodos, encarrega-se de demonstrar os diversos benefícios econômicos observados em diferentes países. À estas vantagens macroeconômicas são somadas iniciativas específicas que geralmente apoiam e potencializam um determinado setor. Entre os exemplos está esta experiência que combina redes móveis com a pesca na Colômbia.

O projeto leva o nome “Pescando con Redes Móviles” e foi desenvolvido pelo Centro de Investigación y Desarrollo en Tecnologías de la Información y las Comunicaciones (CINTEL) em parceria com o Ministerio TIC – Colciencias. O CINTEL é uma entidade de direito privado cuja missão fundamental é promover e fomentar o desenvolvimento das TIC. Entre os objetivos está estudar e assimilar as tendências tecnológicas emergentes com o propósito de divulgá-las e oferecer espaços abertos a todos os atores do setor para que discutam e analisem aspectos econômicos, sociais, políticos e tecnológicos que afetam ou influenciam em seu desenvolvimento.

O objetivo do projeto é atender as necessidades de inovação social na linha de produtividade. Seu intuito é fortalecer as habilidades e a competitividade, além dos pescadores artesanais, jovens e mulheres de comunidades carentes da Colômbia, por meio das TIC.

O projeto iniciou-se em 2013 em La Boquilla (Bolivar), Tumaco (Nariño) e Providencia. Estas permitiram a incorporação recente de novas localidades como Taganga (Magdalena) e Buenaventura (Valle del Cauca), onde já participam do projeto cerca de 70 pessoas. Elas recebem apoio de uma comunidade virtual que integra e emana conhecimentos culturais, técnicos e produtivos, de modo que se gerem alternativas sustentáveis e rendimentos mais elevados para as comunidades pesqueiras do país.

A pesca é uma das principais atividade econômicas da região e é responsável pelo sustento de dezenas de famílias que vivem ali. Entretanto, a sobrepesca, juntamente com a falta de oportunidades de investimento, gera escassez, resultando em uma redução de renda na comunidade. Por isso, o projeto apoia a implementação de novas atividades econômicas através da utilização de aplicativos para telefones inteligentes e tablets.

O projeto funciona a partir da tecnologia móvel e Apps de geolocalização, clima e produtividade. Desta forma é gerado um ecossistema de inovação sobre o qual implementam-se projetos e estratégias de inclusão social e superação da pobreza a partir do uso, apropriação e inovação das TIC. Entre seus propósitos estão que os pescadores se apropriem das tecnologias móveis, além de conseguir desenvolver habilidades digitais e capacidades de inovação. Também busca-se que implementem e desenvolvam um programa sustentável articulado com a escola secundária, e os mercados locais de pesca e peças ornamentais.

Para alcançar estes objetivos os pescadores participantes receberam tablets para serem utilizadas em suas rotinas de trabalho. Estas possuem um aplicativo que permite a inserção de despesas e receitas para desenvolver uma produção inteligente e eficaz, que opera em redes 3G. Além disso, contam com acesso à informação do Centro de Investigaciones  Oceanográficas e Hidrográficas do Caribe e do Pacifico, com dados meteorológicos dos municípios pertencentes ao projeto.

Participam do projeto diferentes entidades públicas e privadas, os principais impulsionadores são o Ministerio de TIC da Colômbia e o CINTEL. Ainda que instituições diferentes tenham firmado convênios para apoiar diferentes regiões deste país. No início, participaram empresas como:

– Qualcomm, por meio do programa Wireless Reach, financia projetos de implementação tecnológica com impacto social a nível mundial. Esta iniciativa estratégica leva tecnologia sem fio para comunidades marginalizadas em todo o mundo e investe em projetos que fomentam o empreendimento, melhora da segurança pública, prestação de serviços de saúde e sustentabilidade ambiental, e enriquece o ensino e a aprendizagem.

–  O Programa para Afrodescendentes e Indígenas da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), tem como objetivo garantir oportunidades de inclusão social, econômica e política para os afro colombianos e indígenas mediante o fortalecimento da capacidade institucional do Estado, o empoderamento das organizações étnicas, um maior acesso à oportunidades econômicas e o aumento de mensagens positivas sobre assuntos técnicos.

– A Fundação Telefónica é a entidade encarregada de canalizar a ação social e cultural do Grupo Telefónica. Sua missão consiste em melhorar oportunidades de desenvolvimento para as pessoas através de projetos educativos, sociais e culturais, adaptados aos desafios do mundo digital.

– A Fundación Promotora del Desarrollo de la Boquilla –PROBOQUILLA tem como objetivo promover o desenvolvimento de programas e projetos em benefício das famílias em situação de vulnerabilidade da comunidade de La Boquilla (distrito de Cartagena) e seus arredores: Tierra Baja, Puerto Rey, Manzanillo del Mar e Zapatero.

A conjunção de instituições de âmbito público e privado confirma um dos pontos mais destacados do projeto. O trabalho conjunto multisetorial é de suma importância para potencializar o impacto que tem as TIC em melhorar as oportunidades para a sociedade e, neste caso particular, para as comunidades de pescadores. A colaboração dos diferentes setores é fundamental para gerar melhores condições de vida para os habitantes destas regiões.

Em contrapartida, a oferta de serviços móveis cumpre um papel fundamental na implementação do projeto, já que tornou-se meio necessário para facilitar a comunicação com os pescadores. Neste sentido, é de suma importância que os governos gerem condições necessárias para o desenvolvimento e implantação de roteadores e redes de banda larga sem fio, a fim de trazer a conectividade para essas comunidades. Para isto, são necessárias políticas destinadas a facilitar o acesso ao espectro radioelétrico, o desenvolvimento de redes e a importância de dispositivos de acesso.

O projeto “Pescando com Redes Móviles” apresenta-se como uma iniciativa importante que parte do setor TIC e busca aumentar o desenvolvimento de um setor específico: o pesqueiro. Sua implementação é um exemplo importante da possibilidade de colaboração de setores públicos e privados trabalhando em conjunto para beneficiar as comunidades.

0 comments on “Redes móveis auxiliam a pesca na Colômbia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.