Quiosques Vive Digital da Colômbia ajudam a gerar empregos

As iniciativas de conectividade realizadas pelos diferentes países da América Latina permitem melhorar a vida dos habitantes em diferentes aspectos. Além da introdução ao mundo das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC), possibilitam trabalhos de integração da vizinhança, acesso aos serviços informatizados do governo, da saúde e também aumentam possibilidade de geração de emprego.

Neste sentido, a implementação dos quiosques Vive Digital do Ministério das Tecnologias da Informação e das Comunicações (MinTIC) da Colômbia possibilitou que mulheres empreendedoras desenvolvessem um modelo de negócios gerando dessa forma seus próprios ingressos nestes mercados. A experiencia aconteceu em áreas rurais do país, onde estes espaços de acesso às TIC permitiram desenvolver seus empreendimentos.

A iniciativa foi realizada por Matilde Lizarazo e Yenny Benavides. Duas mulheres que vivem das áreas de Chocontá e La Veja, na área de Cundinamarca. Nos Quiosques Vive Digital do centro de seus povoados consolidaram seus negócios com a ajuda de ferramentas digitais.

Os Quiosques Vive Digital são pontos comunitários de acesso à Internet para crianças, jovens e adultos. Estão localizados em áreas rurais de mais de 100 habitantes e oferecem conectividade à internet, capacitações gratuitas em uso e apropriação das TIC, entre outros benefícios. Atualmente, no departamento de Cundinamarca existem 231 Quiosques em funcionamento, enquanto que em todo o país operam 6.885.

No caso de Banvidez, a implementação das redes sociais possibilitou expandir seu negócio de vendas de tamales (tipo de pamonha) para o resto de seu povoado, em Chocontá. O Quiosque Vive Digital foi o instrumento que lhes possibilitou conhecer o funcionamento da Internet e das redes sociais, potencializando dessa maneira seu empreendimento. Para isto, consultou tutoriais com diversas receitas de tamales típicos. Ainda assim, aprendeu noções empresariais e de mercado que lhes ajudaram a impulsionar o que hoje é sua microempresa. A demanda de seu produto possibilitou que empregasse outras mulheres, aumentando a geração de emprego em seu povoado.

Por sua vez, Matilde Lizarazo aproveitou as TIC para potencializar sua atividade de padeira em Veja. A partir do acesso aos variados tutoriais do Youtube conseguiu modernizar seus processos produtivos e contar com novas receitas para aumentar os produtos que oferecia aos seus clientes. Além disso, pode abrir contas nas redes sociais para promover sua microempresa de galetos e dos novos produtos que elabora, assim como os serviços que estão disponíveis para os seus consumidores.

Desta forma, os Quiosques Vive Digital não somente permitiram para estas mulheres cercarem-se das TIC e aprender as diferentes formas de usá-las, mas também puderem gerar por meio deste conhecimento, novas opções para aumentar suas entradas. Trata-se assim de um exemplo concreto de como a conectividade tem resultados que redundam no bem-estar e na produtividade dos habitantes.

Contudo, para que iniciativas como esta possam seguir evoluindo, é importante que aumentem os esforços dos setores públicos e privados para levar conectividade aos lugares distantes dos grandes centros urbanos. Ou ainda, os Quiosques Vive Digital permitem que a “roda da conectividade e da produtividade” comece a girar, mas é importante que se mantenha em movimento para potencializar a mudança até o momento certo.

Neste sentido, a banda larga móvel e sem fio se oferece como uma opção ideal para potencializar a conectividade em áreas rurais. Por suas características, tecnologias como a LTE permitem uma conectividade robusta e de alta velocidade, assim como possibilita que grandes territórios tenham cobertura com menos investimento em relação ao fio. Ou seja, a criação de condições para o aumento do acesso à banda larga móvel é uma ferramenta para cobrir outras importantes áreas geográficas.

Para isto é importante que a administração governamental gere as condições necessárias para o desenvolvimento da banda larga móvel. Em primeiro lugar, a disponibilidade de espectro radioelétrico é fundamental para que seja gerada uma agenda das licitações de espectro realizados no país, permitindo às operadoras planejar a implantação de suas redes.

Neste último ponto, também é necessário reduzir a qualidade de travas burocráticas no momento de desenvolver infraestrutura. A possibilidade de contar com regras claras também é um estimulo para que as operadoras possam planejar a instalação de suas redes e levar serviços para áreas onde, até o momento, não se oferecem serviços.

Os esforços realizados para aumentar a conectividade do mercado são necessários para que as iniciativas que foram iniciadas a partir dos planos de conectividade tenham um desenvolvimento em tempo real. A possibilidade de que os usuários possam seguir utilizando as TIC por fora dos planos desenvolvidos pelos governos é fundamental para melhorar as condições de vida destes cidadãos.

0 comments on “Quiosques Vive Digital da Colômbia ajudam a gerar empregos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.