Projeto educativo Canaima continuará entregando terminais na Venezuela

A inclusão das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) na educação conta com diferentes abordagens. Elas variam desde a existência de laboratórios específicos, passando pela geração de conteúdo ou de desenvolvimento de aplicativos. Da mesma forma, existem programas completos que evoluem em múltiplas atividades.

Na Venezuela, o Projeto Canaima entrega computadores portáteis para cerca de 300 docentes em Maracaibo. A iniciativa é desenvolvida pelo Ministério do Poder Popular para a Educação (MPE) em cooperação com o Ministério do Poder Popular para a Ciência, Tecnologia e Inovação, com o objetivo de dotar de materiais pedagógicos os docentes de todo o país.

Canaima educativo é um projeto iniciado em 2009 pelo governo e tem como objetivo poiar a formação de alunos por meio da adoção de um computador portátil escolar com conteúdo educativo. Estes dispositivos são entregues aos professores e estudantes da educação primária composto pelas escolas públicas nacionais, estatais, municipais, autônomas e as privadas subsidiadas pelo Estado.

Do ponto de vista do MPPE o projeto é fundamental para a construção do novo modelo educativo. Neste sentido, busca-se que seja inclusivo e democrático. Além disso, contempla-se que conte com conteúdo educativo, aplicativos e funções totalmente desenvolvidas em Software Livre por venezuelanos.

O projeto contempla também a conectividade da Internet em cada uma das escolas que participam. Quanto à entrega de computadores portáteis, o projeto conta com duas modalidades:

– A primeira delas acontece na escola, porém denomina-se Canaima Educativo Escolar. Neste caso, os computadores portáteis permanecem guardados em Gabinetes Móveis, para que as baterias se recarreguem. Logo os alunos as utilizam conectando-se por tecnologia sem fio aos professores, assim utiliza uma Rede que lhes permite guiar e orientar o processo de aprendizagem.

– A outra modalidade chama-se Canaima “Vai à minha casa”. Nela os estudantes do segundo até o sexto grau contam com tempo completo de um computador portátil escolar com conteúdo educativos correspondentes ao grau que cursa. Desta forma, a família é incluída no processo de formação de seus filhos.

No caso dos dispositivos entregues aos docentes, estes contam com três versões distintas: a original Portátil Magallanes Canaima MG3 Canaima XL, a Canaima Docente VIT D2100 e a Canaima Docente VIT M2400. Todas contam com um sistema de operação Canaima GNU/Linux. Por sua vez, a conectividade de cada uma das escolas está à cargo das empresas estatais CANTV e Telecom Venezuela.

A possibilidade de contar com conteúdo específico para alunos e docentes é uma vantagem do ponto de vista do projeto. Este conteúdo acaba sendo um guia para os professores para montar as aulas, assim como também para que os estudantes possam melhorar seu acesso ao material necessário para contribuir para a formação.

No entanto, para que este tipo de inciativa aumente seu impacto positivo na educação é fundamental que melhorem as condições de conectividade no país. O trabalho conjunto das áreas de Educação e TIC é um primeiro passo que já foi dado, mas também é necessário que se trabalhe a inclusão do setor privado, com o objetivo de potencializar o alcance para uma maior parcela da população.

Do ponto de vista da conectividade, é importante que as autoridades governamentais ofereçam facilidades para o desenvolvimento de redes de telecomunicação. Particularmente para serviços de banda larga sem fio, já que por suas características possibilita alcançar coberturas extensas de maneira mais rápida reduzindo desta forma os tempos de recuperação do investimento.

Neste sentido, a disponibilidade de espectro radioelétrico para serviços móveis é um incentivo importante para desenvolvimento da LTE no mercado. A qualidade desta tecnologia, robusta e com a possibilidade de oferecer altas velocidades de acesso, a transformação é uma alternativa válida para oferecer conectividade para estabelecimentos distantes dos grandes centros urbanos. Em particular, a banda de espectro de 700 MHz, que por suas características permite alcançar grandes coberturas com menor quantidade de rádio bases.

Contudo, também é importante que as autoridades facilitem o ingresso de equipamentos para o desenvolvimento de redes de telecomunicações. A possibilidade de contar com estes materiais de maneira simples permite um melhor planejamento da rede, o que reduz em custos de desenvolvimento de rede e uma maior acessibilidade do serviço. Da mesma forma, a redução sobre os terminais de acesso, confirma também uma alternativa para ampliar o acesso da banda larga na população, melhorando também a conectividade do ponto de vista da educação.

A implantação do projeto Canaima é importante do ponto de vista da inclusão de uma maior quantidade da sociedade nas TIC. Principalmente do ponto de vista da alfabetização precoce neste tipo de tecnologia para diferentes setores da sociedade. Sendo assim, deve ir acompanhada das administrações do Estado por mais estratégias que buscam ampliar a conectividade no país e incentivar o setor privado na competência dos serviços de telecomunicações.

0 comments on “Projeto educativo Canaima continuará entregando terminais na Venezuela

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.