Peru traz internet de alta velocidade para a região de Cajamarca

Entre os trabalhos realizados pelos países latino-americanos para reduzir a exclusão digital, destacam-se as iniciativas de ação direta, ou seja, que implicam na implementação de políticas de acesso aos serviços de banda larga para zonas que não contavam com essa cobertura.

Nesse sentido, o Ministério dos Transportes e Comunicações (MTC) do Peru anunciou que mais de 374 mil cidadãos de Cajamarca serão beneficiados com a reativação do Projeto Regional de Banda Larga. Com a iniciativa, 2.168 instituições públicas terão acesso à internet de alta velocidade, entre escolas, postos de saúde e delegacias localizadas em 1.210 zonas rurais. Para tal, foram implantados cerca de 678 quilômetros de fibra óptica, cujo principal objetivo é reduzir a lacuna de acesso na região através da expansão da cobertura dos serviços de telecomunicações, mas também visa a geração de competências digitais entre os cidadãos. Com isso, espera-se a conquista de maiores oportunidades de desenvolvimento social, econômico e educacional para mais cidadãos da região de Cajamarca.

O projeto também inclui a formação de professores, alunos, funcionários de estabelecimentos de saúde e agentes de segurança em delegacias de polícia. O objetivo é desenvolver e fortalecer suas habilidades digitais por meio de palestras e workshops para aprender sobre tecnologias e aplicativos da Internet.

A expansão da cobertura de acesso de banda larga no Peru não se limita à rede de fibra óptica. Nos últimos três anos, a cobertura com tecnologias 4G cresceu 515% segundo o MTC. No ano passado, a tecnologia incorporou mais de 10.000 novos locais, beneficiando mais de 1.000.000 de cidadãos.

O MTC informou ainda que entre 2016 e 2019 se registou um crescimento significativo na cobertura deste serviço de banda larga móvel. Ao final desse período, havia um total de 2.001 localidades urbanas com cobertura 4G, enquanto as rurais alcançavam 18.661. Esse aumento foi evidenciado no “Plano de Treinamento Virtual 2020 para Governos Regionais em Assuntos de Telecomunicações”.

O crescimento da cobertura LTE é uma ótima notícia para a redução da exclusão digital no Peru. A tecnologia oferece acesso robusto a alta velocidade para os cidadãos, possibilitando o desenvolvimento da economia digital além da melhora de vários setores, como saúde, educação e agricultura, é também uma ferramenta poderosa destinada à melhora do acesso dos cidadãos aos serviços de e-governo.

É necessário, no entanto, dar continuidade ao trabalho na busca de aumentar a cobertura dos serviços 4G, e no futuro 5G. É importante que maiores parcelas do espectro radioelétrico sejam disponibilizadas para a indústria com o intuito de estimular o desenvolvimento de novas tecnologias de acesso móvel. Também é necessário gerar agendas que contemplem futuras licitações de espectro para que as operadoras possam ter um planejamento mais adequado e eficiente na implantação de suas redes.

A estratégia de aumentar a conectividade para a população por meio de redes fixas e móveis de banda larga é um estímulo muito positivo para o Peru entrar na revolução digital, desenvolvendo novas economias e melhorando as condições de vida de seus habitantes. Esforços nesse sentido têm correlação com as possibilidades de evolução econômica e desenvolvimento do país em diferentes setores da economia.