Imagem: Pixabay.

Peru conta com aplicativo para balancear a alimentação

O Instituto Nacional de Saúde (INS) do Peru desenvolveu um aplicativo móvel que tem como objetivo melhorar a alimentação da população. O app, chamado Cenan INS, faz parte do Centro Nacional de Alimentação e Nutrição (CENAN), e possui a função de ajudar os usuários a criar um menu diário equilibrado.

O sobrepeso e a obesidade aparecem com uma problemática importante dentro dos diferentes países em todo o globo, e o Peru não é exceção. De acordo com o próprio INS, seis em cada dez peruanos possuem este tipo de problema. O aplicativo recomenda os alimentos conforme as atividades que os usuários realizam diariamente, buscando assim a possibilidade de reduzir desequilíbrios relacionados com maus hábitos alimentares.

O INS CENAN possui download gratuito e está disponível para smartphones e tablets com sistema operativo Android. Para utilizá-lo, deve-se baixar o aplicativo, incluir dados pessoais como: nome, número do documento pessoal (equivalente ao RG) e e-mail. Posteriormente, se preenche um formulário para calcular o índice de massa corpórea, que permite realizar recomendações de acordo com as necessidades de cada paciente. Também é importante a medição do perímetro abdominal, que no caso das mulheres não deve ultrapassar os 88 centímetros e, dos homens, os 94 centímetros.

Contudo, o aplicativo possui uma calculadora de calorias. Desta forma, permite ao usuários selecionar algum produto de uma lista de alimentos para o café da manhã, almoço e jantar, incluindo as bebidas para apurar quantas calorias consumiram. Além disso, conta com uma série de vídeos educativos sobre as porções adequadas ao gênero e peso.

O CENAN é o órgão de linha técnico normativo do INS, encarregado à nivel nacional de promover, programar, executar e avaliar as questões sobre o desenvolvimento de tecnologias apropriadas no âmbito da alimentação e nutrição humana, entre outros. Sua função é conduzir o sistema de vigilância nutricional e de realizar o controle da qualidade dos alimentos, especialmente dos programas sociais, propondo ações que geram hábitos alimentícios saudáveis que contribuam para um melhor estilo de vida e para a redução de danos considerados problemáticos para a saúde pública, como a desnutrição crônica, anemia, doenças não transmissíveis relacionadas com estilos e hábitos alimentares e nutrição inadequada.

Do ponto de vista da prevenção, o aplicativo em sí, é uma arma essencial para a proposta. Seu objetivo é reduzir o número de pessoas que podem, potencialmente, ter complicações relacionadas ao excesso de peso. Além disso, ao sugerir uma série de alimentos, também funciona para prevenir outras doenças como a hipertensão.

Por tratar-se de um aplicativo que faz uso de um dispositivo pessoal como Tablet ou Smartphone, gera a inclusão de uma grande porção da população. Além disso, este tipo de dispositivo permite ao usuário estar em contato cotidianamente com sua dieta, assim como levar consigo algo que permita um controle próprio não somente das calorias consumidas, como também para adequar suas refeições com a finalidade de prevenir outras condições.

Do ponto de vista da saúde pública, o aplicativo se transforma em uma ajuda importante. Primeiramente porque aproveita uma ferramenta altamente disponível no mercado, como os smartphones. Por outro lado, por permitir uma controle rápido e simples, que não implica que o usuário invista parte do seu tempo em manter uma dieta adequada.

O universo de possíveis usuários é também considerável, de acordo com dados do órgão regulador do Peru, Osiptel, o mercado contava em setembro de 2015 com 33,6 milhões de linhas móveis. Estas representavam uma penetração de serviços de 112,5%. Ainda assim, de acordo com o regulador, os usuário de Internet Móvel chegaram a 15,4 milhões no final de 2015.

Como se pode ver, os serviços móveis se transformam em um condutor importante de aplicativos deste mercado. Se bem que ainda resta uma quantidade significativa de linhas que somam acesso à Internet Móvel, os usuários atuais confirmam um número significativo nesta realidade, que o aplicativo está disponível de maneira gratuita para todo os usuários e se transforma em uma vantagem interessante para implementar políticas públicas preventivas.

As medidas que tendem à proliferação de serviços de banda larga móvel geram um apoio importante para este tipo de aplicativo. Principalmente, porque sua utilização possibilita a inclusão de uma maior quantidade de beneficiados. Neste contexto, a inclusão de medidas para reduzir o preço dos smartphones, tais como barreiras de importação mais baixas, possibilita oportunidades de crescimento no número de usuários da tecnologia.

O desenvolvimento e expansão de redes de banda larga móvel é uma oportunidade não somente para a proliferação do aplicativo, como também para poder aumentar suas funcionalidades. Neste cenário, o desenvolvimento de maiores velocidades de acesso à banda larga possibilita melhorar as atuais iniciativas que já possuem o Peru em termos de telessaúde.

0 comments on “Peru conta com aplicativo para balancear a alimentação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *