O Paraguai oferece treinamento para mais de 148 mil cidadãos por meio da plataforma MITIC

A pandemia da Covid-19 acelerou os processos de digitalização em muitos países, em setores como saúde e comércio. O setor da educação também incorporou mais tecnologias para permitir a continuidade das atividades frente ao confinamento preventivo.

Nesse sentido, o Estado do Paraguai implantou mais de 300 cursos gratuitos oferecidos remotamente por diversas instituições. Elas foram implantadas no Campus Virtual do Paraguai, que se tornou uma ferramenta fundamental para que o conhecimento possa estar e permanecer disponível de forma virtual.

O Campus Virtual do Paraguai é uma plataforma de E-learning desenvolvida pelo Ministério de Tecnologias da Informação e Comunicação (MITIC). O objetivo é oferecer aos cidadãos as ferramentas tecnológicas necessárias para a formação a distância. É um serviço gratuito, disponível para instituições públicas que oferecem cursos virtuais para funcionários públicos e cidadãos em geral.

A partir da implementação desta ferramenta digital, o MITIC pretende também reduzir a lacuna presente na população em termos de acesso à formação através da Internet. Como medida complementar, foi implementada a ligação gratuita à Internet nos espaços públicos, que ultrapassou os 100 sites ligados.

Ao final de 2020, a plataforma contava com 148.539 usuários ativos e mais de 300 cursos disponíveis ministrados por cerca de 15 instituições estatais. Esses cursos são atualizados mensalmente e contam com acesso gratuito. Dentro da plataforma, cada cidadão deve selecionar o curso que deseja, preencher a ficha de inscrição e acessar sua caixa de entrada do e-mail, onde receberá a notificação com nome de usuário e senha para entrar no Campus Virtual.

O Programa de Capacitação a Distância (PROCADIS), o Serviço Nacional de Promoção Profissional (SNPP) e o Ministério do Trabalho, Emprego e Previdência Social (MTESS) lançam todos os meses um número grande de cursos que ficam hospedados na Plataforma Virtual do Paraguai, todos são gratuitos para os cidadãos capazes de acessá-los de forma ilimitada e concomitantemente.

O Ministério da Indústria e Comércio oferece especificamente os seguintes cursos: NAE-Formação de Formadores, Introdução à Gestão Financeira, Plano de Negócios para Microempresas, Engenharia de Produção e Gestão de Qualidade, Gestão Empresarial e Marketing, Administração de Micro, Pequenas e Médias Empresas, Planejamento Estratégico para MPMEs, Plano de Negócios CANVAS e Formalização de Negócios, Gestão Empresarial “Plano de Negócios”.

Por sua vez, o Ministério da Justiça oferece: Curso de Formação de Agentes Educadores, Curso de Formação de Agente Penitenciário, Orientação Institucional, Normas que regem o servidor público do Ministério da Justiça, Atenção ao Público – Comunicação na Instituição, Conhecimentos básicos para uso do Sistema de Informação, Aspectos básicos da redação administrativa, Acesso à Informação Pública e Transparência Governamental. Já a Secretaria de Itapúa oferece ​​Formação de Agentes Educacionais para a Primeira Infância – modalidade centrada no adulto.

 

Para garantir não apenas o sucesso desses cursos mas também outros projetos que também foram desenvolvidos ao longo do ano, é importante que as autoridades paraguaias implementem projetos que tenham como meta aumentar o acesso à Internet. Os serviços de banda larga móvel, como LTE e 5G, apresentam-se como uma alternativa válida para a população ter acesso a esses cursos virtuais.

Nesse sentido, políticas como a disponibilização de espectro e redução de entraves burocráticos para implantação de infraestrutura tornam-se importantes. Essas medidas são essenciais para que um número maior de cidadãos tenha acesso aos cursos virtuais e sejam capacitados para melhorar suas condições de vida.