Paraguai desenvolve plataforma para informar população sobre vacinação contra Covid-19

A maioria dos países da América Latina está focada em cumprir os calendários de vacinação contra a Covid-19 para minimizar as consequências da pandemia. A coordenação e informação para a população sobre vacinas é uma ferramenta fundamental para esse fim, e as tecnologias de informação e comunicação (TIC) estão se apresentando como aliadas essenciais.

No Paraguai, o Ministério de Tecnologias da Informação e Comunicação (MITIC) em coordenação com a Secretaria Nacional da Juventude (SNJ) realizou o InfoVacunatePy. A plataforma trabalha com o conceito de níveis para informar a população sobre a situação dos postos de vacinação do país.

O objetivo deste trabalho é apoiar o Ministério da Saúde Pública e Bem-Estar Social (MSPBS em espanhol) na divulgação do Plano Nacional de Vacinação contra o COVID-19. A metodologia de comunicação coordenada busca informar por meio de diferentes redes sociais o fluxo de pessoas que frequentam todos os postos de vacinação de Asunción y Central, com informações simples, claras e diretas.

O Paraguai está trabalhando na criação de diferentes grupos de trabalho para expandir as áreas de cobertura dos postos de vacinação. Assim, o governo paraguaio busca alcançar gradativamente a cobertura de oferta de vacina em todo o país.

O MITIC se encarrega de liderar o processo de comunicação dos canais, enquanto o SNJ presta apoio logístico à gestão, além de ter realizado a convocação de mais de 300 voluntários que estão apoiando a missão de alcançar a “imunidade de rebanho” em todo o país.

A proposta do InfoVacunatePy nas redes sociais é comunicar em tempo real o status dos postos de vacinação com imagens dos locais. Além disso, apresenta uma metodologia que se compara a sinais de controle de tráfego, como um semáforo, onde utilizam a cor vermelha para indicar que existe um fluxo muito alto de pessoas, amarela para indicar um fluxo intermediário e verde para um fluxo baixo de pessoas nos locais de vacinação.

A iniciativa tem como objetivo final evitar a superlotação dos programas de vacinação devido ao grande número de pessoas que os frequentam, além de garantir o conforto dos cidadãos que optam por evitar longas horas de espera nos locais designados para a vacinação contra a COVID-19.

Para que esta iniciativa tenha sucesso junto a população, é necessário que as autoridades paraguaias trabalhem para aumentar a penetração dos serviços móveis no mercado, principalmente, porque o principal acesso às redes sociais são realizados através dos smartphones. Neste sentido, o trabalho desenvolvido pelas autoridades para incentivar o desenvolvimento da banda larga móvel é de vital importância.

Políticas que busquem aumentar o acesso ao espectro radioelétrico são necessárias para estimular o setor de telecomunicações a investir em tecnologias como LTE e 5G. Bem como a geração de uma agenda para futuras licitações de espectro que permita às operadoras um planejamento eficiente do desenvolvimento de novas redes.

Outras estratégias como a redução de entraves burocráticos que pesam sobre a implantação de redes de telecomunicações ou a redução da carga tributária do setor são muito importantes para promover o desenvolvimento de novas tecnologias.

A iniciativa do governo paraguaio é muito importante para coordenar a vacinação de forma mais eficiente. Mas precisa vir acompanhada de outras estratégias que busquem aumentar o desenvolvimento da banda larga no mercado.