Paraguai continua avançando em seu projeto de governo eletrônico

A digitalização dos diferentes setores estatais é uma das tarefas que as autoridades dos diferentes países latino-americanos devem realizar para se adaptar ao novo cenário global. O desenvolvimento de uma estratégia nacional de governo eletrônico torna-se essencial para os novos desafios apresentados.

Nesse sentido, e com o objetivo de fortalecer a estratégia de Governo Eletrônico no Paraguai, foram apresentados dois projetos emblemáticos que a equipe do Centro de Cooperação Governamental Digital vem desenvolvendo com o apoio da Cooperação Governamental Coreana.

Através do trabalho conjunto das equipes técnicas de ambos os governos, busca-se promover a aplicação de tecnologias emergentes no Paraguai para inovar os serviços prestados pelo Estado aos cidadãos e instituições públicas. Neste momento, estão sendo desenvolvidos dois projetos piloto emblemáticos: Tecnologia para Monitoramento de Imagens de Satélite de nossas Florestas e Blockchain para processamento de dados.

Estes dois projetos fazem parte dos previstos pelo Ministério das Tecnologias de Informação e Comunicação (MITIC) para 2022. O Ministério deverá concluir os primeiros pilotos destes projetos em dois meses. Dessa forma, busca avançar no processo de digitalização dos diferentes órgãos e serviços do Estado.

A implantação do Governo Eletrônico faz parte de uma política de Estado que busca modernizar o setor no Paraguai. O objetivo desse processo é adequar as agências estatais às exigências da revolução digital, facilitando o acesso aos cidadãos e tornando as atividades governamentais transparentes.

No entanto, para que sua implementação seja realizada de forma eficiente e melhore a qualidade de vida dos cidadãos, deve ser acompanhada de outras políticas que fomentem a melhoria do acesso à banda larga por parte da população, é preciso aproximar a conectividade dos cidadãos para que eles possam usufruir das facilidades que estão sendo desenvolvidas pelo Governo.

Nesse cenário, os serviços de banda larga móvel tornam-se muito importantes, pois, por suas características, possibilitam o acesso às cidades, centros distantes das áreas urbanas e áreas rurais. Tecnologias como LTE e, em um futuro próximo, 5G, oferecem a possibilidade de acesso com velocidade e com altas taxas de download.

Para promover o acesso a essas tecnologias, é fundamental que as autoridades implementem políticas que busquem aumentar a abrangência do espectro radioelétrico. A geração de uma agenda com futuros leilões de espectro é necessária para que as operadoras possam planejar com eficiência a implantação de novas redes de telecomunicações.

No mesmo sentido, é necessário que as autoridades gerem políticas que tendam a reduzir os processos burocráticos e as autorizações necessárias para a implantação da infraestrutura de serviços de telecomunicações. Nesse sentido, a geração de uma diretriz única que reúna as demandas das diferentes esferas do Estado faz parte das melhores práticas internacionais.

Também é importante reduzir a carga tributária sobre serviços de telecomunicações e sobre dispositivos de acesso pois reduzem o custo final do serviço, configurando uma política mais inclusiva para a população.

Como pode ser visto, a política do MITIC que busca modernizar o Estado em direção a um Governo Eletrônico é altamente positiva para o Paraguai. No entanto, deve ser acompanhada de outras estratégias que busquem aumentar o acesso à banda larga para a população.