Pandemia do COVID-19 ressalta a importância da educação virtual como parte da digitalização da América Latina

A segunda edição de “Diálogos para a Transformação Digital. Da educação presencial até a virtual”, reflete sobre como o setor da educação se adaptou ante a pandemia do COVID-19, e as diferenças entre a educação presencial e a virtual, em um interessante diálogo entre José Otero, vice-presidente da 5G Americas para América Latina e Caribe, e a especialista em educação Martha Castellanos.

São Paulo, 02 de junho de 2020 – A pandemia do COVID-19 gerou, entre muitas preocupações aos governos, a questão sobre qual tipo de educação será oferecida aos estudantes da América Latina. O grande desafio plantado é como manter a continuidade pedagógica, privilegiando a saúde das crianças e evitando os contágios. Sobre temas desta natureza debateu o “Diálogos para a Transformação Digital. Da educação presencial até a virtual”, documento publicado pela 5G Americas em seu site Brecha Zero.

Participaram do debate Mg Martha Castellanos, vice-reitora acadêmica da Fundación Universitaria da região dos Andes e Coordinadora General do Aprende Virtual da Colômbia e Mg. José F. Otero, vice-presidente da 5G Americas para América Latina e Caribe. Na conversa debateu-se sobre as diferenças entre o ensino presencial e virtual, as políticas públicas mais aptas para serem realizadas neste tipo de iniciativa, o padrão dos docentes e as distintas abordagens de acordo com o grau de escolaridade dos estudantes.

“De qualquer forma, o futuro tem um viés esperançoso, devido ao COVID-19, muitas pessoas em posições de autoridade em toda a América Latina perceberam que aquilo que há décadas escutam sobre a importância das redes de telecomunicações na promoção da educação é repleto de verdades”, explicou José Otero.

O documento também reforça o papel do docente ante os novos desafios impostos pela pandemia, a importância da adaptação às novas demandas dos estudantes e a virtualização, assim como também as tarefas adicionais que tiveram que realizar com o advento da pandemia e do confinamento. Além disso, são problematizadas a adaptação dos alunos, as condições de acesso, e os esforços realizados por parte do setor público e privado para reduzir a exclusão digital, que também passou a ser da área da educação.

Para ler a conversa completa de “Diálogos para a Transformação Digital. Da educação presencial até a virtual”, baixe o documento aqui.

###

Sobre a 5G Americas: A Voz da 5G e LTE para as Américas
A 5G Americas é uma associação setorial dos principais provedores de serviços e fabricantes do setor de telecomunicações. A missão da organização é de apoiar e promover o desenvolvimento total das capacidades da tecnologia sem fio LTE e sua evolução além da 5G, em todo o ecossistema de redes, serviços, aplicativos e dispositivos sem fio nas Américas. A 5G Americas fomenta o desenvolvimento de uma comunidade conectada e sem fio e está liderando o desenvolvimento da 5G para toda a região das Américas.  A 5G Americas é sediada em Bellevue, no estado de Washington. Para mais informações, visite www.5gamericas.org. Siga-nos no Twitter: @5GA_Brasil, no Facebook e acompanhe nosso grupo no Linkedin: 5G Americas – Latin America & Caribbean.

Os Membros do Conselho de Administração da 5G Americas incluem: AT&T, Cable & Wireless, Ciena, Cisco, CommScope, Crown Castle, Ericsson, Intel, Mavenir, Nokia, Qualcomm Incorporated, Samsung, Shaw Communications Inc., T-Mobile US, Inc., Telefónica e WOM.