O Brasil anuncia licitações em 5G para março de 2020 no MWC2019

Especial MWC2019 – A busca por utilizar as novas tecnologias para melhorar as condições de vida dos cidadãos é um trabalho realizado de diferentes formas pelos diversos governos. Neste sentido, é necessário que se conheçam as demandas da indústria e se acredite no mercado das oportunidades para potencializar o desenvolvimento de novas tecnologias.

Desta forma, a Agencia Nacional de Telecomunicações (Anatel) do Brasil, anunciou que para março de 2020 realizará licitações de espectro radioelétrico para serviços 5G. Trata-se, a princípio, de uma medida acertada das autoridades já que coloca à disposição da indústria um bem necessário para realizar o desenvolvimento de uma nova tecnologia.

De acordo com a informação oferecida pelas autoridades regulatórias brasileiras durante o Mobile Word Congress 2019, que aconteceu em Barcelona, na Espanha, entre 25 e 28 de fevereiro, estarão disponíveis 200 MHz em banda de frequência de 3,5 GHz, 100 MHz na de 2,3 GHz e 10 MHz na banda de 700 MHz.

As autoridades da Anatel anunciaram que a consulta pública sobre a abertura da licitação será publicada durante o segundo semestre de 2019. Assim, anunciou que as bandas baixas irão contar com metas de cobertura, tanto que as que forem acima de 3,5 GHz terão metas de capacidade.

Com o objetivo de aumentar a quantidade de espectro disponível para a 5G, as autoridades anunciaram também o refarming da banda de frequência de 3,4 GHz. Desta forma, espera-se que para o futuro possam alocar cerca de 200 MHz de espectro adicionais. Do regulador esperam que a indústria veja com bons olhos este anuncio e participe das licitações.

O Brasil é o país que lidera o ranking de espectro outorgado para serviços móveis na América Latina. De acordo com os 609 MHz de espectro entregue, é o mercado mais avançado da América Latina deste item. De todas as formas, ainda encontra-se distante das metas estabelecidas pela UIT para 2015 e para 2020. No primeiro do caso (2015) alcança apenas 16,8%, enquanto que no segundo (2020), alcança 31,1% dos ambientes altos e 45,4% em ambientes baixos de mercado.

Sendo assim, o Brasil destaca-se em relação aos demais mercados da América Latina no que diz respeito à alocação de espectro para serviços móveis. A partir da ampliação de outros 310 MHz adicionais, o mercado se manterá na vanguarda da região, ainda que continue distante do espectro recomendado para 2020 (1340 MHz em ambientes baixos e 1960 MHz em ambientes altos).

A disponibilidade de mais espectro radioelétrico é uma notícia positiva para o mercado brasileiro. Em particular para os serviços de banda larga móvel e sua aplicação para melhorar as condições de vida dos cidadãos, a partir não apenas de seu uso por parte dos habitantes, mas também por meio de sua implementação em Internet das Coisas ou IoT.

A evolução tecnológica possibilitará potencializar também diferentes mercados verticais ao longo do Brasil. A opção de contar com maiores velocidades de acesso à banda larga permitirá melhorar a conectividade em escolas distantes dos grandes centros urbanos, permitindo aprimorar os programas de conectividade e inclusão digital em estudantes e crianças.

Por sua vez, a combinação entre a 5G e a IoT irá potencializar setores como o da saúde. A inclusão de dispositivos de saúde inteligente possibilitará monitoramento de pacientes à distância. Este tipo de controle permitirá às autoridades de saúde salvar vidas, fornecendo tratamento para pacientes crônicos, antecipando de forma eficiente qualquer complicação de saúde.

Assim, na agricultura a possibilidade de conectar diferentes dispositivos ao longo dos campos na atividade pecuária, permite um controle mais eficiente, o que gera o aumento da produtividade neste setor. A possibilidade de acessar em tempo real a informação oferece aos produtores a oportunidade de tornar mais eficiente seus investimentos.

O desenvolvimento da 5G será também essencial para a evolução das cidades digitais e implementação do governo. O aumento da velocidade de conexão, somado à maior quantidade de dispositivos que poderá se comunicar entre si por meio da exposição IoT, facilitará o funcionamento deste tipo de iniciativa. Desta forma, as autoridades valerão desta tecnologia para potencializar seu alcance junto à sociedade.

O anuncio das licitações de espectro para serviços 5G é uma notícia que revoluciona o mercado móvel do Brasil. A oferta deste bem escasso é fundamental para que se desenvolvam as novas tecnologias nos mercados e se possa colocar à disposição da população não apenas maiores velocidades de acesso, mas também potencializar os diferentes setores verticais do mercado.

0 comments on “O Brasil anuncia licitações em 5G para março de 2020 no MWC2019

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.