No quinto ano do Brecha Zero, o principal tema foi as TIC como ferramenta para enfrentar a pandemia

Por Elías Vicente, Editor do Brecha Zero

No quinto ano do seu lançamento, o Brecha Zero manteve o seu compromisso de reflexão sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação (TIC) para fomentar o desenvolvimento na América Latina. Além de incorporar materiais da 5G Americas, em meio ao desafio da pandemia de Covid-19. Esta situação impulsionou o movimento de digitalização na região, onde as tecnologias se tornaram essenciais tanto para salvar vidas quanto para manter a produtividade.

Elías Vicente, editor do Brecha Zero

Assim, a tecnologia se tornou parte de quase todas as áreas da vida na região, desde aplicativos móveis de uso em massa até programas de conectividade sofisticados. As TICs estiveram na vanguarda das respostas à pandemia. Do setor privado, com a implantação do teletrabalho à saúde e educação, recorreram ao acesso à banda larga para se manter ativos e amenizar as necessidades dos moradores.

As administrações, portanto, tiveram que trabalhar contra o relógio para implementar políticas diferentes que permitam aumentar a digitalização nos países. Neste quadro, foram implementadas políticas interessantes como o acesso temporário ao espectro radioelétrico para que as operadoras de banda larga móvel possam oferecer melhores serviços aos seus clientes, o que foi implementado por diferentes mercados da região.

A maioria das autoridades da região reconhece a importância de oferecer acesso de banda larga à maior parte da população, em particular em sua versão móvel que apresenta as maiores taxas de penetração na população. Tecnologias como a LTE permitiram a continuidade educacional em grande parte da população, onde os professores utilizaram esse tipo de acesso para poder oferecer aos seus alunos o material pedagógico.

Por outro lado, houve um papel ativo dos Estados no desenvolvimento de aplicativos móveis que possibilitasse o acesso às informações preventivas, diagnósticos e controle do isolamento da população em relação à Covid-19. Esta medida foi implementada de forma praticamente universal pelas autoridades dos governos da região que aproveitaram a massificação dos serviços móveis para projetar um alcance mais eficaz à população. A geração de aplicativos Covid-19 tornou-se, portanto, o carro-chefe dos governos latino-americanos para enfrentar a pandemia.

Essas iniciativas, assim como outras tomadas pelas autoridades, foram relatadas no Brecha Zero em mais de 10 entrevistas realizadas e publicadas ao longo de 2020. A pandemia também nos obrigou a focar em como a tecnologia, em particular as de acesso móvel, entregaram aos países da região ferramentas inovadoras para enfrentar a pandemia.

O ano de 2020 trouxe também grandes mudanças para o Brecha Zero, que agora está com novo visual. Também se tornou a página principal da 5G Americas em espanhol e português, incluindo em seu conteúdo os press releases, infográficos e vídeos que são produzidos para elevar o conhecimento da tecnologia 5G na comunidade.

Esta mudança foi desenvolvida através da manutenção da publicação de mais de 60 artigos diferentes que refletem a utilização das TIC para o desenvolvimento em diferentes setores verticais da economia e dos serviços que prestam à sociedade. Também a implantação de White Papers que buscam explicar as experiências de uso de tecnologias para melhorar a vida dos moradores, bem como estudos técnicos que explicam as opções de novas tecnologias em relação a 5G e a série “diálogos para a transformação digital” que reflete a visão de especialistas da região.