A Nicarágua conta com um novo centro de software livre, que tem como objetivo criar aplicações educativas e trabalhar na melhoria contínua dos processos de aprendizagem do Programa Educativo “Una Computadora por Niño”. A iniciativa está a cargo da FUNDECYT-PCTEX, da Agência Extremeña de Cooperación Internacional (AEXCID) e da Fundación Zamora Terán.

O projeto busca transferir recursos educativos desenvolvidos em Extremadura, assim como também a formação de docentes. Este último ponto é de suma importância em termos de educação, como se explicou neste mesmo espaço de debate, um dos pontos que necessitam mais trabalho é o que está relacionado com a coordenação e apoio aos docentes.

Porém, o espaço não somente é centrado em replicar boas práticas internacionais no mercado. Mas também busca o desenvolvimento de outros projetos tecnológicos inovadores que respondam às necessidades educativas da Nicarágua, a partir dos eixos de desenvolvimento de software educacional e melhoria e inovação baseadas em software livre. Este tipo de desenvolvimento é importante para poder adaptar as tecnologias da informação e comunicação (TIC) às questões particulares da Nicarágua, desde o ponto de vista educativo e cultural.

Este tipo de programa já está ativo em 20 países ao redor do mundo. As aplicações que se desenvolvem em Nicarágua beneficiarão 224 mil pessoas, incluindo as crianças, familiares, docentes e diretores dos centros escolares.