Ministérios das Ciências e da Saúde cooperam para melhorar condições da Argentina

Entre as diversas ações que os governos podem realizar para potencializar o uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) nos diferentes setores da economia, destaca-se o trabalho em conjunto dos Ministérios. A possibilidade de gerar sinergias entre diferentes áreas governamentais é uma arma poderosa neste sentido.

Na Argentina, os Ministérios de Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva (MCTIP) e o Ministério da Saúde firmaram um Convênio de Cooperação para articular os esforços e fortalecer as capacidades científico-tecnológicas e produtivas do sistema cientifico tecnológico no setor da saúde.

A partir desta abordagem busca-se melhorar a possibilidade de realizar ações de maneira horizontal entre os diferentes setores do governo, para que dessa forma potencialize o investimento que se realiza em pesquisas de áreas como Ciências Médicas do MCTIP, que destina ao redor de 40% de seus recursos para pesquisas relacionadas à saúde.

A ideia do MCTIP é gerar com este convênio atividades que permitam resultar em benefícios de relevância médica e gerar postos de trabalho de qualidade. Esta última é uma das metas que o ministério procura alcançar através da assinatura de acordos deste tipo.

Por sua vez, para o Ministério de Saúde a relação está vinculada a três aspectos importantes: a assistência aos cidadãos através de uma série de políticas de Estado onde estão a Cobertura Universal de Saúde, a Atenção Primária de Saúde e as Redes de Serviço, entre outras. Em segundo lugar a docência, para o melhoramento dos recursos humanos, e por último a pesquisa, já que sem ela a medicina não pode progredir.

Assim, o convênio tem como objetivo estabelecer uma cooperação mútua, promoção e fomento em relação às áreas e atividades vinculadas à pesquisa, o desenvolvimento e a inovação. Neste sentido, as Secretarias de Planejamento e Políticas e de Articulação Científico de Tecnologia oferece mútuo apoio em áreas de sua especialidade mediante assessoramento e transferência de informação científica e técnica, integrar comissões de trabalho para realizar estudos e convocações de interesse comum, desenhar, desenvolver e avaliar programas de formação, capacitação e prática profissionais de interesse comum, desenhar e implementar programas de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), entre outras atividades.

Convênios deste tipo são de grande importância para melhorar a adoção das TIC nos diferentes Ministérios que compõem o poder executivo de um país. Da mesma maneira, trata-se de uma mensagem importante para o setor privado, já que encoraja a implementação de novas tecnologias nos diferentes processos produtivos. Ou seja, a certeza de que o país realiza esforços para o trabalho associado ao aumento da implementação das TIC nos diferentes setores é um incentivo importante para o resto da sociedade.

Embora estes passos sejam importantes para aumentar a utilização das TIC no desenvolvimento da sociedade e bem-estar dos cidadãos, é necessário que tenham sinergias com outras medidas destinadas a potencializar o acesso aos habitantes. Em outras palavras, as estratégias de incorporação da tecnologia às diferentes carreiras de um gabinete precisam estar acompanhadas por iniciativas que busquem aumentar a conectividade na cidadania potencializando sua adoção.

Nesta estrutura, e em mercados com grandes extensões como é o caso da Argentina, a banda larga móvel apresenta-se como ideal para poder alcançar grandes coberturas de maneira rápida. Em particular, tecnologias como a LTE proporcionam a possibilidade de oferecer altas velocidades e conectividade robusta, cobrindo grandes porções de territórios de acordo com a porção de espectro radioelétrico que se utilize.

Assim, é necessário que exista um planejamento no que diz respeito ao espectro radioelétrico pelas autoridades. Sua entrega para a indústria de telecomunicações com o objetivo de potencializar o acesso à banda larga móvel é fundamental para aumentar a conectividade. Da mesma forma, a geração de uma agenda de futuras licitações é necessária para que a indústria possa planejar de melhor maneira os desenvolvimentos.

É também importante que se reduzam as travas regulatórias para o desenvolvimento de redes de telecomunicações, medida que serve para aumentar a cobertura de serviço. Na mesma direção, a redução de impostos sobre os componentes de telecomunicações e dispositivos de acesso compõem medidas que potencializam o acesso à conectividade de serviços de banda larga móvel.

As iniciativas voltadas para combinar o trabalho de diferentes ministérios com o objetivo de aumentar o acesso à tecnologia são de grande contribuição para o desenvolvimento dos países. No entanto, estas devem ser complementadas por estratégias que busquem melhorar a conectividade entre os cidadãos para assim potencializar as melhorias planejadas.

0 comments on “Ministérios das Ciências e da Saúde cooperam para melhorar condições da Argentina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.