O trabalho realizado pelos governos da América Latina na implementação dos projetos de Telessaúde possuem diferentes meios. Que vão desde a implementação de um plano nacional, fornecimento de conectividade aos centros de saúde, à implementação de registros médicos eletrônicos. Esses esforços também incluem detalhes minuciosos disponibilizados para os cidadãos, geralmente através de aplicativos móveis.

Nesse sentido, o  Ministerio de Salud de Bolivia desenvolveu um aplicativo para ajudar a população, contendo informações referentes a emergências e desastres naturais que possam colocar suas vidas em risco, chamado de EDAN-SALUD (Evaluación de Daños y Necesidades en Salud). O aplicativo foi desenvolvido pelo Programa Nacional de Vigilancia, Control y Atención de Desastres, subordinado à Unidad de Epidemiología del Ministerio de Salud, em cooperação com a OPS/OMS na Bolívia.

O aplicativo será disponibilizado na Play Store para dispositivos que usam o Android como sistema operacional e para demais computadores com acesso à internet. O envio das informações a serem compartilhadas com os usuários será administrada pelo Programa Nacional de Vigilancia, Control y Atención de Desastres.

O aplicativo informará aos cidadãos, o número de famílias afetadas, falecimentos, situação dos postos de saúde, ações locais a serem implementadas, informações sobre possíveis desastres naturais entre outras. O objetivo do governo é enfrentar as dificuldades que são apresentadas durante eventos catastróficos.

O aplicativo também será disponibilizado para profissionais da saúde e postos de primeiro, segundo e terceiro nível. Esses profissionais poderão baixar e preencher os formulários diretamente em seus computadores ou celulares, esses formulários serão utilizados na notificação de desastres em tempo real o que possibilitará a organização e o despacho de ajuda de forma imediata e coordenada dos profissionais de outros centros de saúde.

Para os profissionais de saúde, será colocado em prática um plano de implementação que terá a contribuição dos Servicios Departamentales de Salud e das Redes Municipales de Salud. Essas agências trabalharão em conjunto no treinamento que ensinará como operar o aplicativo, desde o; download de formulários, criação de usuários específicos, como os formulários devem ser preenchidos e enviados, etc. Para isso, foi desenvolvido um guia explicativo e um CD que contém um tutorial de como utilizá-lo.

A iniciativa permite que parte da população afetada seja notificada de sua atual situação de maneira imediata, enquanto que os profissionais de saúde possam realizar o upload de inúmeros dados em tempo real para que os próximos passos a serem tomados sejam devidamente planejados. Para que esse projeto consiga ser bem implementado é necessário que as autoridades governamentais lancem políticas que ampliem a conectividade no mercado.

O aumento na adoção da banda larga móvel é um ponto fundamental para que essas iniciativas tenham êxito. Por esse motivo qualquer estratégia governamental para aumentar a adoção da LTE e, futuramente da 5G, se torna indispensável. Em particular aquelas que busquem aumentar a quantidade de espectro radioelétrico disponível para as empresas de serviços móveis. Além da criação de uma agenda com datas futuras de licitações de espectro o que possibilitaria as indústrias contar com mais previsibilidade na hora de investir em novas tecnologias.

Nesse contexto, também é necessário reduzir os encargos fiscais existentes para os dispositivos de acesso móvel, como smartphones, tornando-os mais acessíveis aos usuários. Essa medida é essencial para o sucesso do aplicativo proposto, que usa principalmente esses dispositivos como uma ferramenta para compartilhar informações de emergência.

A iniciativa do Ministério da Saúde da Bolívia é um avanço em termos de disponibilização de tecnologias para melhorar as condições de vida dos habitantes. Apesar disso, um esforço maior deve ser feito para aumentar o acesso aos serviços móveis.