Maranhão oferece 6.500 vagas online para cursos profissionalizantes

A entrada na economia digital exige não só a implantação de infraestrutura que permita à população acessar diversos serviços, mas também deve entregar educação para que a mesma esteja preparada para novos desafios. A inclusão de cursos de qualificação para os cidadãos é uma das medidas que permite avançar rumo a uma nova economia global.

Nesse sentido, a Secretaria de Estado da Educação do Maranhão (SEDUC), implantou cursos profissionalizantes gratuitos para jovens. A oferta inclui 6.510 vagas nas modalidades presencial e online, no âmbito do “Programa Trabalho Jovem”, que tem como missão criar oportunidades de profissionalização para adolescentes, jovens e adultos nas diferentes modalidades de educação profissional com foco no desenvolvimento sustentável, geração de emprego e renda.

O programa conta com um total de 5.510 vagas para cursos presenciais. Já os cursos online contarão com 1.000 vagas e as aulas serão oferecidas por meio da plataforma Maranhão Profissionalizado desenvolvida pelo próprio Estado.

Os cursos oferecidos constituem formações muito variadas que vão desde eletricista à esteticista; no entanto, alguns deles farão uso do mundo digital. Nesse sentido, destaca-se a seção de Ciência da Computação Básica. Esta iniciativa torna-se essencial para oferecer aos jovens ferramentas que lhes permitam melhorar as condições de produtividade do Estado.

Para que esse programa tenha um impacto positivo na sociedade, é importante que o acesso também seja incentivado. Políticas que buscam melhorar as condições dos serviços de banda larga no país cumprem, assim, uma dupla função, em primeiro lugar permitem que uma parcela maior da população tenha acesso a cursos online, mas também possibilita a criação e ampliação do mercado digital, estimulando a criação de empresas que trabalham para desenvolver produtos e serviços.

Para atingir este objetivo, a banda larga móvel apresenta-se como uma alternativa fundamental, uma vez que pelas suas características permitem alcançar grandes coberturas com maior rapidez. Garante também o acesso a um número maior de pessoas, pois pelas suas condições de utilização permite a cada cidadão ter um dispositivo de acesso.

Tecnologias como a LTE e a 5G oferecem acesso robusto em altas velocidades, por esse motivo, é importante que as autoridades busquem desenvolvê-las. Para isso, é necessária a criação de estratégias que visam estimular sua implantação, como o aumento da oferta de espectro radioelétrico para serviços de telecomunicações.

Em particular, tecnologias como a 5G exigirão bandas de espectro baixo, médio e alto para garantir a entrega de serviços de forma adequada. É também necessário a criação de agendas com futuras licitações de espectro que permitam às operadoras planejar de forma eficiente o lançamento das futuras redes de banda larga móvel.

Para estimular essas redes, é necessário que as autoridades reduzam os entraves burocráticos que pesam sobre sua implantação. A geração de um padrão nacional que reúna as demandas dos diversos órgãos do Estado é uma medida necessária, mas também é possível trabalhar com planos de homologação com leis municipais. Para agilizar as autorizações de implantação de infraestrutura alguns dispositivos são de grande importância como o trâmite único de autorizações em conjunto com o silêncio administrativo positivo.

Como pode ser visto, a iniciativa da SEDUC do Maranhão é muito importante para o Estado avançar na digitalização de sua economia por meio da educação de diferentes segmentos da população. No entanto, esta estratégia deve ser acompanhada por outras que visem aumentar o acesso à banda larga para permitir que uma maior parte da população tenha acesso à conexão de banda larga e assim garantir o sucesso de projetos como esse.