Mais de 75% dos acessos móveis do Brasil já são 4G LTE

Infografia da 5G Americas mostra que, devido à pandemia, os usuários buscaram planos móveis que permitissem maior controle sobre o consumo.

São Paulo e Buenos Aires, 25 de agosto de 2021 – Os primeiros meses da pandemia da Covid-19 no Brasil impactaram o setor de telecomunicações com redução nas conexões móveis. De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) compilados em nova infografia produzida pela 5G Americas, a partir de julho de 2020 foi observada uma recuperação das linhas móveis, bem como a consolidação da Long Term Evolution (LTE) como a tecnologia predominante no país.

Em março de 2021, a ANATEL registrou 240,9 milhões de acessos móveis, um incremento de 6% em relação ao mesmo período do ano anterior. A quantidade de acessos móveis estava decrescendo no Brasil desde 2015, alcançando o ponto mais baixo durante o primeiro semestre de 2020. No entanto, a digitalização de atividades de rotina foi um fator importante na recuperação das linhas móveis, particularmente as de banda larga móvel.

Este crescimento foi acompanhado por uma maior adoção da LTE em comparação com outras tecnologias comercializadas, a 2G e a 3G. Em março de 2021 foram contabilizados 183,7 milhões de acessos LTE, 15% a mais que em março de 2020. Os acessos 2G e 3G tiveram variações negativas no mesmo período: foram registrados 31,7 milhões e 26,6 milhões de acessos respectivamente, os quais representam redução de 18% e 8%.

Com isso, em março de 2021 as linhas LTE somavam 76% do total, enquanto que a 3G representava 13% e a 2G com 11%. No ano anterior, a distribuição era de 70% para a LTE, 17% da 3G e 13% da 2G.

De acordo com a ANATEL, durante a pandemia de COVID-19 os usuários buscaram planos mais baratos e esquemas que lhes permitissem maior controle sobre seu consumo. Isso contribuiu para uma mudança na participação dos planos pré-pagos e pós-pagos e, em março de 2021, o pós-pago passou a ser a modalidade predominante, agrupando quase 52% dos acessos. Um ano antes, esse número era de 49,5%. Dados da agência também mostram que todas as unidades federativas do país têm pelo menos 80,6% de seus municípios com cobertura de rede 4G. [DOWNLOAD]

###

Sobre a 5G Americas: A Voz da 5G e LTE para as Américas

A 5G Americas é uma associação setorial dos principais provedores de serviços e fabricantes do setor de telecomunicações. A missão da organização é de apoiar e promover o desenvolvimento total das capacidades da tecnologia sem fio LTE e sua evolução além da 5G, em todo o ecossistema de redes, serviços, aplicativos e dispositivos sem fio nas Américas. A 5G Americas fomenta o desenvolvimento de uma comunidade conectada e sem fio e está liderando o desenvolvimento da 5G para toda a região das Américas. A 5G Americas é sediada em Bellevue, no estado de Washington. Para mais informações, visite o site para o Brasil www.brechazero.com.br. Siga-nos no Twitter: @5GA_Brasil, e acompanhe nosso grupo no Linkedin: 5G Americas – Latin America & Caribbean.

Os Membros do Conselho de Administração da 5G Americas incluem: AT&T, Ciena, Cisco, Crown Castle, Ericsson, Intel, Liberty Latin America, Mavenir, Nokia, Qualcomm Incorporated, Samsung, Shaw Communications Inc., T-Mobile US, Inc., Telefónica, VMware e WOM.