Licitações 5G apoiam o progresso do mmWave na América Latina

Licitações de espectro no Chile e no Brasil, concluídas em 2021, licenciaram com sucesso novos blocos da faixa de 26 GHz.

São Paulo, 07 de junho de 2022 – O planejamento do uso do espectro nas faixas entre 24 GHz e 86 GHz (bandas de ondas milimétricas ou mmWave) para redes móveis está em um estágio relativamente inicial na América Latina e no Caribe. Contudo, em 2021, as licitações 5G de dois países conseguiram alocar nova capacidade desse tipo – é o que mostra o relatório “Bandas de ondas milimétricas (mmWave) para 5G na América Latina e Caribe” publicado pela 5G Americas.

O estudo aborda a importância dessa classe de bandas para o desenvolvimento de redes 5G e casos de uso mais avançados que exigirão maiores velocidades de transmissão, menor latência e capacidade de atender mais conexões por área. A análise conclui que, na maioria dos países da região, o planejamento das bandas mmWave está em fase inicial, mas que existem casos mais avançados em que as licenças do espectro mmWave já foram emitidas. Em geral, os países da região demonstraram interesse nas faixas de 26 GHz, 28 GHz e 39 GHz.

O Chile atribuiu blocos da faixa de 26 GHz por cidades nos Leilões 5G 2020-2021. O Brasil atribuiu blocos nacionais e regionais de diferentes larguras da faixa de 26 GHz no leilão 5G, concluído no quarto trimestre de 2021 por meio de um processo que privilegiou os compromissos de investimento sobre a cobrança de impostos.

Anteriormente, em 2019, o Uruguai autorizou o uso das faixas de 27,50 – 28,35 GHz, na faixa de 28 GHz para serviços móveis a uma operadora que já possuía uma licença de espectro pré-existente, mas para outra classe de serviço. Em Porto Rico e nas Ilhas Virgens Americanas, os blocos mmWave foram atribuídos por meio de diferentes leilões de espectro.

Na América Latina, foram detectados casos de “progresso intermediário” em que as administrações nacionais identificaram ou reservaram espectro mmWave considerado adequado para o desenvolvimento 5G, mas que ainda não foi alocado. Esse tipo de progresso foi encontrado, por exemplo, na Argentina, Colômbia, Chile, México e Panamá. [DOWNLOAD]

###

Sobre a 5G Americas: A Voz da 5G e LTE para as Américas

A 5G Americas é uma associação setorial dos principais provedores de serviços e fabricantes do setor de telecomunicações. A missão da organização é de apoiar e promover o desenvolvimento total das capacidades da tecnologia sem fio LTE e sua evolução além da 5G, em todo o ecossistema de redes, serviços, aplicativos e dispositivos sem fio nas Américas. A 5G Americas fomenta o desenvolvimento de uma comunidade conectada e sem fio e está liderando o desenvolvimento da 5G para toda a região das Américas. A 5G Americas é sediada em Bellevue, no estado de Washington. Para mais informações, visite o site para o Brasil www.brechazero.com.br. Siga-nos no Twitter: @5GA_Brasil, e acompanhe nosso grupo no Linkedin: 5G Americas – Latin America & Caribbean.

Os Membros do Conselho de Administração da 5G Americas incluem: Airspan Networks Inc., Antel, AT&T, Ciena, Cisco, Crown Castle, Ericsson, Intel, Liberty Latin America, Mavenir, Nokia, Qualcomm Incorporated, Samsung, Shaw Communications Inc., T-Mobile US, Inc., Telefónica, VMware, and WOM.