Honduras: a transição da TV Digital pode contribuir para melhorar o serviço celular

A alocação da banda de 700 MHZ, liberada coma migração da TV Digital, poderia permitir ao país ampliar o espectro radioelétrico disponível para celulares, aproximando-se das médias latino-americanas, aumentando assim a qualidade e cobertura do serviço.

Durante este ano, os operadores de serviço de radiodifusão de Honduras terão que completar a transição da TV analógica para a digital. Conforme estipulado pela Comissão Nacional de Telecomunicações (Conatel), a data máxima para a cessação das transmissões de sinais analógicos será 31 de dezembro de 2019.

A transição para a televisão digital é um passo extremamente importante não só para o setor de televisão, mas também para o setor de telecomunicações. Este processo permitirá desocupar o espectro radioelétrico incluído na faixa de 700 MHz e, assim, poderá utilizá-lo para serviços de comunicação celular e banda larga móvel, melhorando notavelmente sua cobertura e qualidade.

A banda de 700 MHz é considerada uma freqüência fundamental para o desenvolvimento de telecomunicações sem fio na América Latina. Devido à sua alta capacidade de propagação, esta banda é adequada para expandir a cobertura de banda larga sem fio em áreas com baixa densidade populacional, como, por exemplo, áreas rurais ou suburbanas, com implementações mais econômicas e rápidas de redes celulares. Proporciona também melhores níveis de penetração no interior de edifícios, casas e edifícios, melhorando também o serviço em áreas urbanas e com alta densidade populacional.

Também é necessário considerar que esta banda pode ser usada para a chamada “agregação de portadora”, isto é, seu uso combinado com outras frequências de espectro de rádio, para fornecer velocidades superiores a 100 Mbps de download em serviços de banda larga móvel.

Espectro móvel em Honduras

Atualmente, Honduras alocou 290 MHz de espectro de rádio para serviços móveis. Esse número está bem abaixo da média da América Latina (370 MHz) e é ainda menos da metade do que é usado em países como o Brasil (609 MHz) e o México (584,3 MHz).

O uso da banda de 700 MHz permitiria que Honduras adicionasse até 108 MHz de espectro de rádio para serviços móveis, o que permitiria que fosse comparado à média regional.

“A alocação da banda de 700 MHz para as operadoras de telefonia celular seria um passo fundamental para o desenvolvimento da conectividade em Honduras. Atualmente, a grande maioria das pessoas se conecta à Internet principalmente através de telefones celulares, por isso é extremamente importante melhorar este serviço. No entanto, deve-se notar que não é suficiente atribuir o espectro de rádio às operadoras, mas é igualmente importante que as autoridades assegurem que essas freqüências estejam limpas, ou seja, livres de interferência, para que seu uso possa efetivamente beneficiar todos os hondurenhos “, explicou José Otero, diretor da 5G Americas para a América Latina e Caribe.

0 comments on “Honduras: a transição da TV Digital pode contribuir para melhorar o serviço celular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *