Estado de Pernambuco promulga lei para beneficiar a conectividade dos professores

Entre as obras que os governos devem realizar para avançar na digitalização da sociedade estão as relacionadas à educação. A formação das novas gerações é um trabalho necessário para que a população possa se preparar econômica e culturalmente para novos desafios.

O governo de Pernambuco promulgou a Lei de Inclusão Digital que regulamenta a figura do Professor Conectado e o pacote de conectividade dos profissionais da Rede Estadual de Ensino. O programa Professor Conectado contará com mais de 22 mil computadores para professores, analistas e assistentes eficazes em gestão educacional. Enquanto o pacote de conectividade permite que cada um deles tenha acesso aos serviços. Dessa forma, o Estado busca contribuir para a continuidade das atividades educacionais no contexto da pandemia de Covid-19 apoiando os professores.

Os professores que desejam participar do programa devem se inscrever online. Assim que o Governo regulamentar a lei, cada professor poderá escolher o equipamento online, que será entregue no endereço indicado por cada um dos profissionais.

A pandemia de Covid-19 levou os Estados a fortalecerem a infraestrutura de conectividade e tentar canalizar tecnologia para trabalhadores da educação para manter as atividades educacionais. Por meio desse programa,a aquisição de notebooks será destinada para profissionais da educação. Esses dispositivos serão cada vez mais importantes na manutenção do acesso híbrido à educação, ou seja, presencial e virtual.

Os notebooks serão disponibilizados por um período de três anos, contados a partir da adesão do professor ao programa. Nesse período, o professor deverá participar de treinamentos e projetos que serão detalhados pelas autoridades. Além disso, durante esses 36 meses não poderão vender ou transferir o equipamento e, caso o professor deixe de ter vínculo com o Ministério da Educação, será necessária a devolução do aparelho.

A modalidade educacional dos últimos dois anos levou professores e professoras a se reinventarem para conviver com o sistema virtual. Com essa oportunidade, o Estado busca fornecer as ferramentas para que possam transmitir seus conhecimentos online. É um auxílio que permite melhorar suas condições de conectividade e levar educação de melhor qualidade a seus alunos.

No entanto, para que este tipo de iniciativa seja conduzido de forma eficaz, é essencial que as autoridades do país trabalhem para aumentar a conectividade no mercado. A oportunidade para professores e alunos se conectarem também depende dos esforços dos governos para estimular a adoção digital e o acesso à banda larga.

Nesse sentido, os serviços de banda larga móvel se apresentam como uma oportunidade para professores e alunos desenvolverem suas atividades. Principalmente em locais distantes dos grandes centros urbanos. Nesse sentido, tecnologias como a 5G e LTE permitem oferecer altas velocidades de dados e conectividade robusta.

Para estimular a adoção dessa tecnologia, é necessário que as autoridades brasileiras disponibilizem uma maior parte do espectro radioelétrico às operadoras. É também importante criar uma agenda com futuras licitações de espectro, essencial para que as operadoras possam planejar de forma eficiente o desenvolvimento das redes.

Como se pode ver, a iniciativa do governo de Pernambuco é positiva para o desenvolvimento da educação virtual. Mas deve ser alavancado por um trabalho das autoridades que busque aumentar a conectividade no mercado.