Equador promove o acesso digital em áreas rurais

Entre os passos que os países da América Latina e do Caribe devem dar para melhorar suas condições ao ingressar na economia digital estão os esforços para aumentar o acesso da população à banda larga. Isso deve incluir a implementação de planos que buscam levar conectividade a locais economicamente vulneráveis ou distantes dos grandes centros urbanos.

Nesse sentido, o governo equatoriano, em seu processo de renovação tecnológica, avança por meio do projeto social Puntos Digitales Gratuitos. Estes proporcionam acesso às áreas rurais oferecendo oportunidade aos cidadãos de se capacitarem e impulsionarem seus empreendimentos através da parceria público-privada.

A nova estrutura deste projeto inclui a atualização de equipamentos e o aumento da velocidade da internet de 15 para 100 Mbps. Esta importante intervenção foi realizada através do trabalho conjunto entre o MINTEL (Ministério de Telecomunicações e da Sociedade da Informação) e a empresa Dundee Precious Metals, que uniram esforços para melhorar a infraestrutura tecnológica e de conectividade desses espaços.

O resultado deste projeto é a conexão de 17.000 pessoas nos cantões de Girón e San Fernando, que contam com espaços digitais para consultar e replicar modelos bem-sucedidos de empreendimentos; além de se capacitarem gratuitamente em mais de 300 temas, por meio de convênios com empresas de telecomunicações nacionais e internacionais como: Microsoft, Google, Oracle, entre outras.

Estes espaços são uma oportunidade de crescimento, pois contribuem para o desenvolvimento de todos os cidadãos com programas de elevado impacto tecnológico, procurando capacitá-los para o acesso aos serviços digitais de forma eficiente e oportuna.

O objetivo desta política é estimular o uso da internet entre os cidadãos. As autoridades esperam que os pontos de conexão possam unir as pessoas localizadas nas áreas mais afastadas dos centros urbanos do Equador, fechando a lacuna digital até então existente.

Da mesma forma, os pontos de acesso à internet têm a oportunidade de impulsionar as diferentes economias realizadas nas áreas vizinhas ao redor. A possibilidade de desenvolver o comércio eletrônico pode ser uma ferramenta fundamental para melhorar as condições produtivas desses locais.

Sem dúvida, a conectividade dos habitantes desempenha um papel fundamental nos planos de governo, daí a importância de que os esforços das autoridades possam alcançá-los diretamente no aumento da penetração da banda larga e, particularmente, da banda larga móvel, que, por suas características, possibilita a entrada de um maior número de usuários nesse tipo de serviços.

Para isso, tecnologias como LTE e 5G permitem que um maior número de cidadãos acessem os benefícios da conexão. Por esse motivo, é necessário que as autoridades equatorianas implementem estratégias para promover a adoção dessas tecnologias.

Entre essas políticas, destaca-se a disponibilidade de maior espectro radioelétrico para serviços de banda larga móvel. Além disso, é necessário facilitar a alocação para os diferentes operadores para seu aproveitamento. Por outro lado, e para que a indústria tenha maior previsibilidade, é importante que exista uma agenda de futuros leilões de espectro.

Adicionalmente, é necessário reduzir as cargas tributárias sobre os dispositivos de acesso. Estes tipos de medidas aumentam a adoção digital da população, tornando os terminais mais acessíveis. Em outras palavras, quanto menor a carga tributária, maiores são as oportunidades de inclusão digital.

Como se pode ver, a iniciativa dos Puntos Digitales Gratuitos proporciona uma maior participação dos habitantes do Equador nas questões governamentais. No entanto, devem ser acompanhadas por estratégias que aumentem a conectividade no mercado.