El Salvador opta pela modalidade um a um na Educação e TICs

Os programas que buscam incluir as tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) em toda a América Latina possuem abordagens de diferentes tipos. Vão desde a entrega de notebooks para os alunos, até programas mais complexos, que se complementam com conectividade e ainda conteúdos inéditos.

Dessa tendência faz parte El Salvador, por meio do programa  “Una Niña, Un Niño, Una Computadora”. O Governo desse país assegurou a todos os meninos, meninas e jovens dos centros educativos públicos, rurais e urbanos acesso à ciência e à tecnologia. O objetivo é igualar o acesso em zonas rurais e urbanas, para que não existam desigualdades, independentemente de onde vivam ou estudem.

O programa faz parte de uma das áreas estratégicas que formam o “Plan Quinquenal de Desarrollo 2014 – 2019: El Salvador productivo, educado y seguro”. Entre as prioridades deste plano está assegurar a educação com inclusão e equidade social.

Desta forma, busca-se diminuir as exclusões digitais, promover a igualdade de oportunidades quanto ao acesso e uso intensivo e criativo da tecnologia da informação e comunicação (TIC). Para isso, o primeiro passo é a entrega de dispositivos de informática para cada uma das crianças que participam da educação pública deste país. O plano também inclui o fornecimento destes dispositivos para os professores.

Além de reduzir a exclusão digital, o programa possui o propósito de contribuir com a melhoria significativa da qualidade da educação em benefício dos estudantes dos centros educativos públicos, assim como também oferecer ambientes educativos onde se desenvolvem as competências no uso das TIC para se qualificarem para melhores oportunidades de emprego.

Um ponto chave no programa é sua ênfase na formação dos docentes, a partir da qual busca-se oferecer ferramentas para inovar suas práticas pedagógicas, contribuindo assim com a melhoria da qualidade da educação. A inclusão de formação do docente é um ponto importante do programa, já que a experiência internacional mostra que os processos de formação dos responsáveis em educar são cruciais para o êxito deste tipo de programa.

O dispositivo dos estudantes recebe o nome de Lempitas. Estas foram entregues ao Ministerio de Educación de El Salvador (MINED) pela Fundación ALBA, durante o mês de outubro de 2013. Neste momento, o estado recebeu 4.194 computadores portáteis, com eles foi realizada a Fase I, na qual beneficiaram-se 133 centros educativos. Quer dizer, um total de 72.497 estudantes e 2.439 docentes.

A Fase II do plano Lempitas aconteceu no primeiro trimestre de 2015. Nesta oportunidade, a Fundação ALBA realizou uma segunda doação de 6.500 computadores. Esta doação serviu para levar adiante o “Programa Presidencial Una Niña Un Niño, Una Computadora”, que teve como meta um total de 50.000 dispositivos para 2015; cujo objetivo foi beneficiar 84.398 estudantes e 2.738 docentes; um total de 571 centros escolares.

A iniciativa incluiu também outros projetos, entre eles destacam-se os que contaram com a participação do Governo da República da China. Este teve duas fases, a primeira  “Cerrando la Brecha del Conocimiento, (CBC-Trifinio)”, que beneficiou as escolas dos municípios de Metapán, Santa Rosa Guachipilín, Agua Caliente, La Palma, Citalá e San Ignacio, e aconteceu entre outubro de 2011 e dezembro de 2013. Enquanto que a segunda etapa “Cerrando la Brecha del Conocimiento (CBC- San Miguel/Ahuachapán) teve seu desenvolvimento entre julho de 2012 e dezembro de 2014. No entanto, a terceira fase estará focada nas áreas de Cuscatlán, La Unión e Cabañas, onde serão entregues computadores, kits de robótica, projetores, UPS, acessórios elétricos e mobiliário durante 2016.

No total, os programas destinados a entregar um computador portátil por criança em El Salvador alcançaram em maio de 2016 20.974 equipamentos entregues, cobriram 781 estabelecimentos educativos, dos quais 476 pertenciam a zonas rurais e um total de 305 eram de zonas urbanas. Estas escolas totalizavam 391.744 matrículas de alunos e um total de 33.158 docentes. De acordo com dados do próprio programa, para maio de 2016, eles eram em 7.476 docentes, que pertenciam a 800 centros educativos.

Do ponto de vista de conectividade, cada centro educativo público deve contar com um link para Internet para fins educativos, mediante contrato com provedor local deste serviço. Para ele, o MINED contará com o apoio da Superintendencia General de Electricidad y Telecomunicaciones (SIGET) para desenhar, instalar e colocar em funcionamento uma rede de telecomunicações que permita gradualmente ir conectando todos os centros educativos públicos com um centro de administração de rede, onde estão instalados os servidores que proporcionam acesso à conteúdos e softwares educativos, entre outros serviços.

Ao focar em zonas rurais, o acesso via banda larga é uma oportunidade para o programa. Em particular por meio da LTE que possibilita, de acordo com as bandas de frequência utilizadas, alcançar grandes coberturas com menores esforços de inversão. Para alcançar este objetivo é necessária a colaboração do estado, facilitando a licitação de bandas de espectro para o desenvolvimento de banda larga sem fio. Este tipo de iniciativa é importante no momento de coordenar o trabalho entre setores públicos e privados, facilitando a instalação de redes para os diversos fins, incluindo a educação.

As iniciativas de inclusão das TIC de modalidade um a um transformam-se em uma grande oportunidade para atenuar a exclusão digital, porém é muito importante que estas não se limitem à entrega de notebooks. Neste sentido, é importante que a iniciativa de El Salvador conte com educação para os docentes, assim como também com períodos de avaliação. No entanto, para que aumente seu efeito, é necessário ter conectividade nos centros escolares, em particular, permitir um maior alcance dos jovens à internet, ponto no qual a banda larga sem fio poderia desempenhar um papel fundamental.

0 comments on “El Salvador opta pela modalidade um a um na Educação e TICs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *