El Salvador capacita corpo docente no uso das TIC

Nos trabalhos realizados nos diferentes governos no uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) no setor da educação, destacam-se os esforços pela capacidade do corpo docente. Trata-se de uma tarefa necessária para afiançar iniciativas que buscam preparar os alunos para novos desafios propostos pelo mundo digital.

Neste sentido, El Salvador capacitou mais de mil docentes no uso das TIC como parte do programa “Una Niña, Un Niño, Una Computadora”. Esta iniciativa consta de uma série de jornadas realizadas nos 57 centros escolares que funcionam como sedes em todo o país.

Estas aulas estão focadas na primeira unidade de formação de professores em TIC, que ensina a fundação das TIC, o que lhes permite familiarizar-se com os computadores. Eles também são instruídos em programas de automação de escritório e na administração de sua conta de e-mail. As competências também são adquiridas no uso e cuidado de dispositivos tecnológicos, permitindo-lhes utilizar recursos como ferramenta pedagógica em sala de aula.

O plano de formação docente é um dos principais componentes do programa, que desde 2014 até a data atual capacitou 26.364 docentes. Assim, foram beneficiados por esta iniciativa um total de 863.705 estudantes com a distribuição de 74.983 computadores em 2.967 centros educativos, em sua maioria da zona rural.

A capacitação em TIC realizada pelo Ministério da Educação de El Salvador também inclui docentes dedicados aos alunos com capacidades especiais. Além disso, os capacita para aprendizagem e comunicação (TAC) para promover práticas pedagógicas inclusivas nos centros educativos.

No total 500 docentes receberam estes cursos, do qual foram oferecidas ferramentas e estratégias para desenhar propostas de ensino acessíveis para todos os estudantes. Embora a ênfase tenha sido colocada sobre aqueles que têm algum tipo de deficiência ou dificuldade em aprender.

O objetivo desta iniciativa particular foi que a equipe educativa pode utilizar tecnologias para a educação inclusiva. Para isto, buscou promover o uso integrado de múltiplos formatos digitais, desenho de produções audiovisuais e materiais de estudo acessíveis para todos os estudantes.

Esta capacitação conta com trabalho em aulas virtuais e está organizada em três módulos de carácter teórico-prático. Os temas tratados ao longo dela são: marco de referência tecnológica de apoio e assistência; estratégias didáticas, recursos e ferramentas digitais para o ensino e a aprendizagem.

Ambas as iniciativas são de grande importância para alavancar as estratégias de entrega de dispositivos aos estudantes. A possibilidade de contar com um corpo docente capaz de orientar o uso da tecnologia é necessária para que os alunos possam ter um uso eficiente da mesma, potencializando investimentos que aconteceu por parte das autoridades.

Dessa forma, é importante que as autoridades gerem condições necessárias para que as escolas contem com conectividade. A possibilidade de que os dispositivos estejam conectados permite uma melhora na atualização dos materiais digitais do qual se nutre o ensino digital. Neste sentido, é necessário que exista um trabalho conjunto público e privado para aumentar a conectividade das escolas.

Para chegar a esta meta, as tecnologias de banda larga sem fio se apresentam como uma oportunidade imemorável. Tecnologias como a LTE, e em um futuro próximo a 5G, apresentam-se como ideais para oferecer altas velocidades e um acesso robusto para conectar as escolas. Por isso é necessário que estimule sua adoção no mercado.

Em primeiro lugar, faz-se necessário que as autoridades coloquem à disposição das operadoras de telecomunicações maior capacidade de espectro radioelétrico destinado aos serviços de banda larga móvel. É também importante que se desenvolva uma agenda com as futuras licitações de espectro que permita que as operadoras possam planejar de forma eficiente o desenvolvimento de suas redes.

Por usa vez, é necessário que se flexibilizem as demandas burocráticas que existem no mercado no momento de desenvolver redes de telecomunicações. Em particular, é desejável que exista uma lei a nível nacional que unifique os critérios e permita gerar previsibilidades nas operadoras no momento de desenvolver uma rede nova.

Também é necessário que se reduzam os impostos que pesam sobre os componentes de redes e dispositivos de acesso. No primeiro caso, permite às operadoras alcançar de forma mais eficiente o desenvolvimento de suas redes. Tanto que os terminais possibilitam aumentar a quantidade de usuários já que os torna mais acessíveis.

As iniciativas de formação docente no campo das TIC permitem melhorar as condições de ensino, preparando de forma mais eficiente para novas condições produtivas. Para que estes esforços tenham melhores resultados no futuro é necessário também que estejam apoiados por uma melhora na conectividade do mercado, em particular nos serviços de banda larga móvel.

0 comments on “El Salvador capacita corpo docente no uso das TIC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.