Colômbia implanta aplicativo para impulsionar exportações locais

O desenvolvimento de uma economia digital requer que as autoridades ofereçam incentivos para o setor privado. Além disso, utilizar as diferentes facilidades proporcionadas pelas tecnologias de informação e comunicação (TIC) para potenciar a entrada de um país na economia global é um dos deveres dos governantes.

Nesse sentido, o Ministério de TIC da Colômbia desenvolveu o programa APPS.CO juntamente com o iNNpulsa Colômbia, que permitiu que dez organizações do ambiente digital pudessem acessar  novos mercados internacionais por meio de planejamento estratégico e suporte especializado.

O objetivo da iniciativa é direcionar a tecnologia para a produtividade por meio do trabalho conjunto com empresas que buscam conectar oportunidades inovadoras entre os colombianos. Entre essas organizações está a ControlT, empresa fundada em Medellín em 2016, que se tornou aliada digital dos transportadores de cargas na Colômbia e no México.

O aplicativo desenvolvido por esta empresa, através da plataforma APPS.CO, alerta antecipadamente os motoristas sobre quaisquer novidades que possam afetar a livre circulação dos seus veículos , o que acarreta em uma melhoria na eficiência dos transportes. A partir da APPS.CO, a ControlT aumentou seus clientes em mais de 200% em um ano, o que permitiu sua expansão para o México.

Por meio do aplicativo, a ControlT integra rastreabilidade e gestão de viagens com oito plataformas de software TMS (Transport Management System), 120 empresas que oferecem serviços de GPS e quatro aplicativos. Além disso, eles desenvolveram um sistema de fluxo de trabalho para detectar oportunamente as inovações que requerem gerenciamento ou intervenção.

A plataforma APPS.CO permitiu às dez empresas beneficiárias alcançar um aumento de 1.299 para 3.414 clientes ativos, melhorando assim o seu desempenho a nível nacional e internacional, podendo contar com maior produtividade e rendimento.

Para promover essa iniciativa, é importante que as autoridades colombianas trabalhem para aumentar as ferramentas digitais na população, principalmente por meio da incorporação de serviços de banda larga, para, assim, ampliar a conectividade dos indivíduos. Nesse sentido, a banda larga móvel se apresenta como uma alternativa eficiente que permite atingir não apenas os centros urbanos, mas também áreas rurais e distantes das cidades.

Por meio de tecnologias como a LTE e 5G, é possível desenvolver serviços de alta velocidade e dados robustos. Para isso, é necessário que as autoridades colombianas disponibilizem ao setor de telecomunicações porções maiores do espectro radioelétrico, bem como que gerem uma agenda com licitações futuras para esta commodity escassa que permitam às operadoras ter previsibilidade em seus investimentos.

Da mesma forma, é preciso reduzir os entraves burocráticos que pesam na implantação das redes. Entre as boas práticas que existem neste sentido está a redução de encargos que pesam no desenvolvimento das redes de telecomunicações, particularmente na instalação de antenas do serviço móvel. Além disso, a criação de uma norma que agregue as demandas dos diferentes níveis do Estado faz parte das melhores práticas internacionais. Da mesma forma, é fundamental desenvolver o conceito de janela única de trâmites, que reduza o número de interlocutores e estabeleça maior flexibilidade para as operadoras poderem conseguir as autorizações necessárias.

Como pode ser visto, o APP.CO é uma iniciativa positiva que possibilita o crescimento de empresas locais impulsionadas pela digitalização. No entanto, deve ser alavancada por outras políticas que busquem aumentar o acesso à banda larga móvel no mercado para obter sucesso em sua aplicação.