Chile busca integração utilizando banda de 700 MHz

As autoridades dos países da região contam com diferentes alternativas no momento de trabalhar para reduzir a exclusão digital no mercado. Desde planos a longo prazo como podem ser os de conectividade, até outros mais específicos como os de tele-educação, telessaúde, E-agricultura, ou por meio de ações diretas junto a um povo ou cidade determinada.

Neste sentido, o Ministério de Transporte e Telecomunicações do Chile inaugurou o serviço de conectividade móvel de voz e dados no município de Huara, Pachica. Estes foram implantados a partir da consideração necessária nas competições do espectro de rádio de banda 700 MHz.

A incorporação de serviços também será efetiva para a escola básica que está presente neste povo, que receberá acesso à internet. A Escola Básica G-94 conta com 27 alunos que a partir de agora poderão contar com este tipo de ferramentas; este programa foi iniciado em 2016, quando o acesso a 4G LTE foi realizado usando a faixa de 700 MHz para a primeira escola.

Assim, a partir do desenvolvimento é possível conceder conectividade de telefonia e internet móvel pela tecnologia 3G. Desta forma, foi possível cobrir a necessidade de 300 habitantes da localidade e setores vizinhos, que vivem principalmente de atividade agrícola. Portanto, aumentando as condições de vida dos habitantes desta área.

A possibilidade dos habitantes de contar com serviços de telefonia confirma um primeiro passo importante para aumentar a diminuição da exclusão digital no Chile. A opção de estar em comunicação pelo telefone oferece aos povoados a oportunidade de melhorar em muitos aspectos sua qualidade de vida.

Pachia é uma das 1.249 localidades, 503 escolas e 13 rotas terrestres ao longo do país. Está localizada na região de Tarapacá, uma das 33 localidades isoladas que possuem telefonia fixa e internet móvel. Nesta área também existem 11 escolas rurais com acesso à Internet, beneficiando mais de 1400 pessoas. A região também tem 16 zonas gratuitas de Internet WiFi graças ao ChileGob WiFi Competition em praças e parques públicos nas capitais comuns de Iquique, Alto Hospicio, Pozo Almonte, Huara y Pica.

Estas inciativas foram realizadas a partir dos Concurso de Espectro de 2.6 GHz e 700 MHz que desenvolveu a Subsecretaria de Telecomunicações (Subtel). Desta forma, o Chile não apenas outorgou parte do espectro que a indústria necessita para poder desenvolver novas tecnologias, mas também conseguiu aumentar a cobertura do acesso aos serviços de telecomunicações.

A conectividade apresenta-se como uma oportunidade para os habitantes do Huara, não apenas por meio dos planos de alcance educativo. Ao estar conectado, podem melhorar também os serviços de saúde atuais, desenvolvendo sistemas de cuidados à distância que permitam aos povoados economizar tempo de transferência e melhorar sua qualidade sanitária.

Em contrapartida, ao contar com conectividade, ativa-se também a oportunidade para o setor produtivo do povoado. São amplas as possibilidades que oferecem a agricultura para o pequeno produtor, talvez a mais desenvolvida seja a geração de aplicativos que facilitam o acesso em tempo real aos preços de mercado. Ainda podem existir outras alternativas que melhorem as condições de produtividade da zona a partir da chegada da internet.

Embora a iniciativa realizada pelo governo chileno seja mais do que positiva, é necessário manter as estratégias políticas voltadas para aumentar a conectividade no mercado. Neste sentido, a disponibilidade de espectro de rádio para serviços de banda larga móvel deve ser uma prioridade para as autoridades. Da mesma forma que ter uma agenda clara que permita que a indústria conheça os horários de licitação e prêmio.

Por sua vez, é importante que exista uma redução de impostos sobre os diferentes elementos que confirmam a indústria de telecomunicações. Dos elementos que fazem parte das redes, até os terminais de acesso. Estas medidas são fundamentais tanto para alcançar uma boa cobertura de serviços, como também para facilitar o acesso aos usuários.

Assim, é fundamental que exista uma estabilidade jurídica entre os diferentes níveis do estado no momento de exigir os requisitos para o desenvolvimento de infraestrutura. A existência de regras claras para a instalação de antenas de serviços móveis, assim como o desenvolvimento de outros tipos de infraestrutura são fundamentais para gerar confiança na indústria e permitir um ótimo desenvolvimento de novas tecnologias.

Como pode-se observar a inciativa do governo Chileno para acabar com a exclusão digital tem arestas positivas que permitirão aos povoados de áreas distantes acessar novas tecnologias. No entanto, é necessário que siga avançando neste sentido para poder aumentar de maneira mais eficiente esta inclusão no mundo digital.

0 comments on “Chile busca integração utilizando banda de 700 MHz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.