Barbados implementa a identificação digital como parte de um esforço geral de modernização dos sistemas governamentais

A integração de Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) nas administrações governamentais possibilita o desenvolvimento de diversos projetos destinados a melhorar as condições de vida dos cidadãos, abrangendo desde questões administrativas e organizacionais até a utilização de tecnologia para aprimorar o atendimento e a relação com os habitantes.

Por meio desse processo de identificação digital, busca-se consolidar dados e interações de transações que, até então, eram realizadas apenas presencialmente através de sistemas de informação interconectados.

Em resposta a essas demandas, o governo de Barbados implementará ao longo de 2024 essa nova tecnologia (ID), como parte de um esforço geral voltado à modernização dos sistemas governamentais.

Essa iniciativa representa um avanço significativo para os cidadãos, reduzindo os tempos burocráticos necessários para solicitar certificados e documentos oficiais. No entanto, sua implementação não deve se limitar apenas à própria plataforma e à sua promoção na sociedade, mas também à criação das condições de conectividade necessárias para que a maioria dos habitantes possa acessá-la.

Nesse contexto, é importante destacar que a banda larga sem fio, especialmente por meio de serviços móveis, é a principal tecnologia de acesso para a população. As tecnologias LTE e 5G são opções viáveis e positivas para alcançar um maior número de cidadãos com acesso às diferentes plataformas.

As autoridades devem criar condições para que essas tecnologias tenham maior desenvolvimento no mercado. Isso inclui a disponibilidade de mais espectro radioelétrico para serviços de banda larga móvel e a geração de uma agenda de futuros leilões que permita aos operadores da indústria planejar a implementação de novas tecnologias.

Além disso, é importante que as autoridades flexibilizem as barreiras burocráticas relacionadas à instalação de redes de telecomunicações e estabeleçam regulamentações unificadas para que os operadores possam planejar de forma mais eficiente o desenvolvimento de novas tecnologias.

Complementando essas iniciativas, é necessário buscar a redução das cargas tributárias sobre os componentes de rede e os dispositivos de acesso, reduzindo os custos de desenvolvimento de nova infraestrutura. Além disso, a redução dos impostos sobre os terminais móveis os torna mais acessíveis, possibilitando um maior número de pessoas conectadas.

A iniciativa de implementar a Identidade Eletrônica entre os cidadãos de Barbados é muito positiva, pois melhorará as condições de vida da população. No entanto, é crucial que, simultaneamente, se trabalhe no aumento da conectividade no mercado para que esses projetos tenham uma evolução positiva.

Melhorar a qualidade dos sistemas de identificação também é crucial. Os novos sistemas devem atender às necessidades atuais dos indivíduos e da sociedade, além de poderem se adaptar e expandir conforme as necessidades futuras.

É ainda mais importante que as pessoas continuem sendo o aspecto central do design de qualquer sistema de identificação digital, para que possam controlar suas informações e proteger seus dados. Com um esforço conjunto, é possível reduzir a lacuna de identificação existente no mundo e garantir que os sistemas de identificação digital capacitem as pessoas, abram novas oportunidades e se tornem plataformas transformadoras em prol do desenvolvimento sustentável e inclusivo.