As operadoras móveis do México oferecerão acesso gratuito às informações oficiais sobre o COVID-19

Entre os inúmeros desafios enfrentados pelos vários mercados da região, a centralização de informações sobre a pandemia do COVID-19 é de extrema importância. A possibilidade de reduzir os problemas que a infodemia pode acarretar, bem como a quantidade de notícias falsas ou fake news, é vista como uma grande aliada pelas administrações nacionais.

Iniciativas que encorajam o consumo de informações oficiais ou verificadas ajudam as autoridades a melhorar a comunicação com seus cidadãos. Nesse sentido, o Instituto Federal de Telecomunicações (IFT) do México chegou a um acordo com as operadoras móveis do país (AT&T, Telefónica, Telcel e Altán Redes) para que seus usuários tenham acesso gratuito, sem consumir dados de seu saldo ou limite de dados, quando acessarem a página com informações oficiais do Covid-19.

Esta medida será coordenada com o Ministério das Comunicações e Transportes (SCT) em conjunto com agências estaduais, como a Subsecretaria de Estratégia Digital Nacional e o Ministério da Saúde.

Este benefício ficará em vigor durante a emergência de saúde. O objetivo das autoridades é garantir que a população tenha acesso às fontes oficiais de informação, concentradas no microsite criado pelo Governo Federal para esse fim. Esse benefício exclui as páginas ou plataformas que não estão relacionadas às informações oficiais.

Por outro lado, para evitar a saturação da rede, o IFT iniciou uma campanha pelo uso responsável das redes de telecomunicações. O objetivo é fornecer recomendações para evitar sua saturação diante do aumento esperado no uso de serviços, conteúdos e aplicativos online.

Nesse contexto, a autoridade reguladora mexicana pediu a priorização do uso da Internet para fins informativos, educacionais, de saúde e de trabalho. Também recomendou limitar o uso de videoconferência ou videochamadas e dar preferência às comunicações de voz. Além de priorizar o uso dos serviços de mensagens instantâneas (SMS, WhatsApp, Messenger), do telefone fixo em relação ao celular enquanto estiverem em casa. Outra recomendação é dar preferência a horários com menos tráfego de dados, geralmente no fim da tarde e à noite, para baixar arquivos pesados, assistir filmes, séries e vídeos ou utilizar jogos online.

Além disso, para facilitar o controle do consumo pelos usuários, o IFT desenvolveu um Simulador de Consumo que ajudará os usuários a calcular os dados necessários para suas atividades online. A ferramenta oferece a oportunidade de planejar o consumo, as horas e o tipo de conteúdo acessado, diante do potencial aumento de uso de ferramentas de teletrabalho, tele-educação e plataformas de entretenimento derivadas das medidas tomadas contra o Coronavírus.

O IFT produziu uma série de materiais informativos para promover o uso de serviços de telecomunicações como realizar procedimentos e pagamentos necessários ou para realizar trabalhos remotos. Possui também outras recomendações associadas à limpeza e desinfecção de dispositivos eletrônicos, como telefones celulares, tablets, computadores, entre outros.

Essas iniciativas são de grande ajuda em tempos de emergência sanitária, porém devem vir acompanhadas de políticas que busquem aumentar o acesso à banda larga móvel no mercado. Os incentivos para a implantação de redes LTE ou 5G são de grande importância para enfrentar tempos de pandemia, principalmente políticas que buscam aumentar a quantidade de espectro de rádio para serviços de banda larga móvel.

A criação de uma agenda que disponibilize as datas dos futuros concursos de espectro para o setor de telecomunicações móveis é de grande importância no planejamento do desenvolvimento de novas tecnologias. Política necessária para que as estratégias adotadas em tempos de pandemias como a realizada pelo IFT tenham um desempenho eficiente.