A banda larga móvel é estratégica para o desenvolvimento do Paraguai

A redução da exclusão digital é parte dos objetivos seguidos pela maioria dos países da América Latina. Melhorar a conectividade dos cidadãos parte de um trabalho necessário para preparar os países para os desafios dos próximos anos, cenário que impulsiona outros setores da economia, aumentando as oportunidades de crescimento de mercado.

No Paraguai, o órgão encarregado de potencializar o setor é a Secretaría Nacional de Tecnologías de la Información y Comunicación (SENATIC). Entre suas funções, está formular as políticas das TIC, promover seu acesso e uso no setor público e nas políticas cidadãs, com o objetivo de contribuir com a melhora da qualidade de vida, diminuir a exclusão digital e apoiar o desenvolvimento sustentável do país.

IMG_20180417_170147
Javier Quiñónez, Diretor do Governo Digital da SENATIC

Sobre as funções da SENATIC, e as condições de conectividade para o desenvolvimento do Paraguai, o Brecha Zero conversou com Javier Quiñónez, Diretor do Governo Digital da SENATIC desde 2014. Coordenou iniciativas de introdução de boas práticas de governo digital nos principais órgãos e entidades Estatais do Paraguai. Possui graduação em Análise de Informação pela Universidad Nuestra Señora de la Asunción e experiência de mais de 15 anos no setor público do Paraguai.

Brecha Zero: Como o desenvolvimento das TICs influenciam o desenvolvimento socioeconômico no Paraguai?

Javier Quiñónez: As TIC exercem grande influência no desenvolvimento socioeconômico do Paraguai, através da promoção do uso de tecnologias no processo produtivo das empresas, apoiando desde iniciativas de agricultura familiar até a promoção e apoio à formalização de micro, pequenas e médias empresas.

Brecha Zero: Quais mercados verticais (educação, saúde, segurança, trabalho, etc.) se saíram melhor na implementação das TIC no Paraguai?

Javier Quiñónez: O mercado de trabalho contou com avanços importantes na prestação de serviços por meio de canais eletrônicos, como no caso do novo serviço de recebimento de cobrança de salários para funcionários do setor privado, implementado por meio do Ministério do Trabalho e Previdência Social. Da mesma forma, a Polícia Nacional possibilitou, em vários pontos da cidade de Assunção e principais capitais, botões de pânico apoiados por câmeras em tempo real, que se conectam ao sistema 911.

No setor de educação, foi gerada a primeira versão do Sistema RUE (Unique Student Register), que busca incorporar uma visão abrangente dos alunos de acordo com seu desempenho, benefícios e registro documental dentro do sistema educacional, em nível nacional.

Brecha Zero: Qual o valor das TICs na redução da exclusão digital no desenvolvimento de um país?

Javier Quiñónez: O principal objetivo das TIC dentro das ações tomadas por um Estado, é aproximar-se dos cidadãos para fornecer melhores serviços usando as novas mídias trazidas pelas novas tecnologias da informação. Para tanto, é necessário promover e ampliar o uso de serviços digitais, gerando as condições necessárias para aumentar a oferta de conteúdos locais que permitem aos cidadãos adotar tecnologias e adquirir novas habilidades digitais, em igualdade de condições e acesso à sociedade do conhecimento.

Brecha Zero: Quais iniciativas o SENATIC realizou para aumentar a banda larga e melhorar a qualidade de vida dos habitantes?

Javier Quiñónez: Existem diferentes iniciativas, como a IGEP (Internet Gratuita em espaços públicos), ou o CEILA (cursos de TIC ditados mensalmente aos cidadãos). Infocentros Comunitários – Mobiles, equipados com uma sala de máquinas (PCs), impressoras, LED e conexão de banda larga móvel à internet também foram desenvolvidos para alcançar os lugares onde a banda larga fixa ainda não chegou e facilitar a inclusão digital de pessoas (acesso à rede, cursos, recursos de TIC, palestras sobre adoção de tecnologia, redes sociais, outros), especialmente em territórios de interesse público e com uma população vulnerável.

Desenvolvimento de governo móvel, aproveitando a alta penetração da telefonia móvel no Paraguai e a alta adoção de smartphones pela população (razão de 2 dispositivos por pessoa), com 90% de acesso à internet através deles.

Brecha Zero: Entre outras esferas do Estado, qual você acha que mostrou a melhor predisposição para a inclusão das TIC no seu cotidiano de trabalho?

Javier Quiñónez: Entre os que podem ser mencionados estão: Ministérios como Trabalho, Saúde, Justiça. Também as Secretarias de Habitação, Anticorrupção, Turismo, Comunicações, Função Pública, Cultura, Políticas Linguísticas, Planejamento.

Brecha Zero: Qual é a importância das tecnologias de banda larga móvel para o desenvolvimento do Paraguai?

Javier Quiñónez: São consideradas estratégicas devido à alta penetração desse tipo de conectividade, acima da banda larga fixa, que oferece melhores preços e competitividade, o que facilita a rápida adoção e o acesso da população em todo o país.

Brecha Zero: Quais iniciativas realizadas pelas autoridades do Paraguai promovem a adoção da banda larga móvel?

Javier Quiñónez: Entre as iniciativas, destaca-se a criação de serviços digitais oferecidos por meio de aplicativos móveis para as principais plataformas (Android, iOS). Assim como o uso da USF (Universal Service Fund) para expandir e alcançar a maior cobertura territorial possível para esse tipo de conectividade.

Brecha Zero: Qual é o valor dos aplicativos móveis nas iniciativas de conectividade do governo?

Javier Quiñónez: Eles têm um alto valor estratégico para atingir o maior número de cidadãos com serviços, dados e informações gerados pelo Estado, especialmente voltados para o exercício de direitos.

0 comments on “A banda larga móvel é estratégica para o desenvolvimento do Paraguai

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.