A Argentina aposta no desenvolvimento tecnológico para dar assistência para pessoas necessitadas

O desenvolvimento das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) têm múltiplas aplicações para melhorar a vida dos cidadãos. Entre as alternativas, encontra-se o desenvolvimento de dispositivos e aplicativos destinados a oferecer melhor qualidade de vida às pessoas com necessidades de diferentes tipos.

A telessaúde inclui uma ampla margem de condições por meio das quais as TIC podem ajudar as pessoas a enfrentarem diferentes situações, incluindo a invalidez. Estas iniciativas contam com programas nacionais e de caráter privado, assim como com tratamento de doenças complexas e simples.

Neste cenário, na Argentina, o Instituto Nacional de Tecnologia Industrial (INTI) e o Ministério da Saúde desenvolveram um convênio para aproximar as províncias das propostas de desenvolvimento que tendem a melhorar a qualidade dos insumos tecnológicos destinados aos beneficiários do Programa Federal Incluir Saúde.

O INTI é um órgão estatal que gera pesquisa e desenvolvimento em rede com a finalidade de acompanhar e incentivar o crescimento industrial de cada província da Argentina. Dessa maneira cobre uma ampla gama de especialidades industriais, em articulação com universidades, laboratórios estatais, empresas públicas, câmaras empresariais e outras organizações vinculadas com a atividade tecnológica. O instituto conta com profissionais especializados e laboratórios repletos de instrumentos e equipamentos adequados que envolvem todas as áreas industriais.

Neste programa o objetivo é garantir o acesso aos serviços de saúde para mães de sete ou mais filhos, pessoas com invalidez e adultos maiores de 70 anos titulares de pensões não contributivas, entre outros grupos. Por meio do programa busca-se gerar condições de equidade para o exercício do direito à saúde em todo o território nacional através dos governos das 24 jurisdições.

O acordo entre o INTI e o Ministério da Saúde permite que ambas as instituições trabalhem em cooperação para aproximar as províncias de diferentes propostas de desenvolvimento que lhes possibilite melhorar a qualidade de insumos tecnológicos destinados a atender as necessidades das pessoas com invalidez que são beneficiadas pelo programa. Ou seja, por meio deste acordo busca-se melhorar as condições dos que estão dentro do programa por meio do desenvolvimento da tecnologia.

O programa está em fase de delinear os primeiros passos do convenio para que se ofereça apoio técnico da maneira que os beneficiários possam acessar de forma simples os diferentes avanços tecnológicos. Uma vez funcionando será colocado à disposição de pessoas com alguma deficiência por meio das TIC.

A tecnologia confirma assim um importante avanço por meio de múltiplas soluções para melhorar as condições de vida das pessoas com deficiência na Argentina. As opções possibilitam uma infinidade de melhoras na qualidade de vida desses habitantes, incluindo algumas de rápido desenvolvimento como os aplicativos móveis, até outras mais complexas.

Um ponto importante que deve ser considerado por este programa é a conectividade, já que a partir de tecnologias como a Internet das Coisas (IoT) pode-se alcançar maiores benefícios para pessoas com diferentes deficiências. Neste sentido, faz-se importante as estratégias geradas no mercado para melhorar a conectividade dos cidadãos.

Neste sentido, as políticas que tendem a oferecer disponibilidade de espectro radioelétrico para serviços de banda larga sem fio compõem uma oportunidade fundamental para ampliar o uso da tecnologia no momento de facilitar a vida de pessoas com invalidez. A maior quantidade de espectro se apresenta assim como um incentivo para que os operadores possam gerar melhores condições de conectividade no mercado. Assim, é importante que esse espectro entregue para as operadoras esteja em condições de uso, e que não se encontre ocupado por outros atores ou, como comumente se diz, sujo.

Outra medida importante para aumentar as condições de conectividade no mercado é a redução das travas burocráticas no momento de desenvolver redes de telecomunicações. Estas condições devem ser consideradas não somente para a instalação de equipamentos como antenas para comunicações móveis, mas também para a rede de fibra que é de grande importância para o funcionamento deste serviço em termos de transporte.

Assim, também é relevante que se reduza a carga imposta sobre os dispositivos de acesso, como os smartphones, tornando-se desta forma mais acessíveis e aumentando a penetração no mercado. Os smartphones são atualmente terminais de alta complexidade, equiparados a um computador, que possibilitam acessar aplicativos e serviços sofisticados. Estes dispositivos poderiam ser de grande utilidade no momento de desenvolver tecnologias que buscam facilitar a vida dos indivíduos.

O desenvolvimento em conjunto do INTI e do Ministério da Saúde é um primeiro passo interessante no momento de melhorar a vida dos habitantes com incapacidade na Argentina. Sua implementação pode melhorar a partir do fato de contar com melhor conectividade, já que potencializa a possibilidade de ajuda a este grupo da sociedade.

0 comments on “A Argentina aposta no desenvolvimento tecnológico para dar assistência para pessoas necessitadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.