A 5G funciona como um catalisador para impulsionar o desenvolvimento econômico e social da região

• Em seu terceiro dia, WTS trouxe um panorama sobre o Caribe;

• Entre os temas foram abordados casos de uso da tecnologia 5G na região da América Latina e do Caribe e informações de uso em áreas como a da educação.

São Paulo, 24 de abril de 2023 – O Wireless Techlogy Summit (WTS), realizado pela 5G Americas, foi encerrado no último dia 20, e contou com 16 países e 25 palestrantes ao todo, compostos por representantes de governos, órgãos reguladores e analistas do mercado das telecomunicações da América Latina e do Caribe. Esta foi a sétima edição do evento, que em suas versões anteriores tiveram espaço durante o congresso do Futurecom, no Brasil. O formato adotado nesta edição foi online, com transmissão gratuita e aberta ao público pelo canal do Youtube da 5G Americas CALA. Todos os vídeos apresentados durante os dias 18,19 e 20 de abril estão disponíveis no canal.

“Estamos muito satisfeitos com o resultado, conseguimos um compilado valioso de informações sobre toda a região em um único evento”, reforçou o anfitrião, José Otero, que é vice-presidente da 5G Americas para América Latina e para o Caribe.

O terceiro dia do WTS trouxe um panorama sobre o mercado Caribenho, foi falado como Trindade e Tobago, Jamaica, Porto Rico e Curaçao têm seus governos trabalhando para incentivar a conectividade. A principal abordagem foi de como a infraestrutura pode ser utilizada de forma eficiente para incentivar os serviços de quinta geração, que foi tratada como um catalítico para acelerar o desenvolvimento econômico e social da América Latina e do Caribe. Também pudemos assistir contribuições riquíssimas acerca da importância e expectativas geradas em torno da tecnologia. E, por fim, se falou muito sobre a conscientizarão a respeito do impacto destas tecnologias em relação à educação, como esta inovação vai incentivar a área e também como as novas tecnologias vão reformular tudo o que entendemos como democracia digital, que é tão fundamental para a América Latina e para o Caribe. “Quando falamos em educação, temos que lembrar que a tecnologia é uma aliada e não um substituto. É preciso preparar nossos estudantes para que eles façam bom uso destas tecnologias para o desenvolvimento da humanidade”, enfatizou Julissa Cruz, Reitora da Aerandina da Argentina.

CONFIRA OS VÍDEOS DO WTS AQUI

A seguir confira o resumo das palestras do dia 20: 

WTS 2023 | Kurleigh Prescod, Diretor Executivo de Tecnologia e Engenharia do TATT de Trindade e Tobago

O mercado de banda larga de Trindade e Tobago pode ser considerado robusto e maduro. Com uma população de 1.4 milhões de pessoas, possui cobertura de 75% da população para a 4G. 90% dos domicílios assinam serviços de banda larga. 62% dos assinantes têm penetração de internet móvel. Trindade e Tobago realizou uma revisão do framework de gestão de espectro, com consultas públicas com contribuição, inclusive, da 5G Americas. A Política de Gestão de Espectro atualizada foi publicada no dia 31 de outubro de 2022. Nela, foram consideramos aspectos como custo-benefício e equilíbrio na alocação nacional e internacional do espectro. A previsão é de que o escopo da 5G em Trinidade e Tobago seja divulgado até julho de 2023. Será feita também uma revisão do plano de espectro dos serviços de telecomunicações móveis públicos (PMTS), que será publicado em março de 2024.

WTS 2023 | Giovanni King, CEO da Blue NAP Américas, Curaçao

É importante perceber que a infraestrutura eletrônica subjacente de comunicação é quem dará suporte à implantação de novas tecnologias, especialmente em se tratando de uma ilha. Em Curaçao consideramos ter um mercado eletrônico competitivo, temos operadores de serviços 4G, duas novas operadoras licenciadas para serviços móveis e implantação de redes 5G, uma nova operadora para implantar e abrir acesso para rede fixa FTTH e uma operadora internacional também foi licenciada. Curaçao possui 4 datacenters, sendo 1 Tier 4, também possui 7 cabos fluviais. O problema do Caribe não é a conexão, mas sim que possuem economias de escala menores e as operadoras querem o retorno de seus investimentos em curto tempo, o que limita a maneira que eles participam da economia digital.

WTS 2023 | Norberto Cruz Córdova, Presidente ISOC de Porto Rico

Porto Rico é um território dos EUA na zona do Caribe e conta com uma infraestrutura muito bem desenvolvida, contudo, com os furacões Irma e María, em 2017, ficamos praticamente incomunicáveis, com isso tivemos de reconstruir nossas redes.

O governador criou o programa de banda larga de Porto Rico, projeto de 5 anos que visa garantir a utilização dos fundos alocados de maneira adequada para implementação de redes móveis. Ele apresenta 4 pilares: oferta de conectividade, qualidade, acessibilidade e conhecimento. Este programa é administrado por um comitê formado por representantes de agências governamentais, municipalidades e da Aliança Porto Riquenha de Telecomunicações.  Também existe o BEAD, programa de Broadband Equity, Access and Deployment. As entidades beneficiadas por este fundo precisam apresentar um programa de 5 anos para utilização dos recursos. Os programas buscam que Porto Rico melhore o acesso de internet de alta velocidade em todo o seu território, transformando a economia e a vida dos cidadãos.

WTS 2023 | Sonia Agnese, Analista Principal Sênior AmLat da OMDIA da Argentina

A tecnologia 5G permitirá uma evolução em tudo o que tem a ver com realidade aumentada, massiva, não apenas para uso com entretenimento, mas também para usos médicos, da indústria. Quando perguntamos os benefícios do uso da tecnologia para os usuários, os resultados de preferência são, na sequência, experiência em vídeos, maiores velocidades, melhora de realidade virtual, games e realidade aumentada. 57% das telcos oferecem serviços 4K video streaming. 5G Fixed Wireless Access: 75-80% digital media é consumida de casa. A estimativa é que até 2026, 37% das conexões sejam 5G na América Latina. Destaque para o Brasil, Chile, seguidos por Argentina, Peru e México. A história mostra que novas tecnologias geram novos modelos de negócios e novas oportunidades econômicas muito mais do que se imagina.

WTS 2023 | Elaine Ford, Diretora Fundadora do Democracia Digital do Peru

Temos que falar sobre o avanço da Democracia Digital, que é uma organização do Peru que cumpre dez anos este ano, o conceito de democracia digital é dispor de Internet e tecnologia à serviço do cidadão e da sociedade para fortalecer os direitos de liberdade, processos de inovação e modernização das entidades públicas. Entre os benefícios que as ferramentas digitais proporcionam está a participação cidadã, a horizontalidade e a simetria a respeito do exercício das nossas faculdades enquanto indivíduos. Quando falamos de benefícios é preciso abordar todos os elementos que impactam positivamente em nossa sociedade. As tecnologias digitais são uma aliada para abrir dados e contribuir para reduzir os níveis de corrupção, colaborando para a construção de um clima de confiança idôneo. 

WTS 2023 | Martha Castellanos, Vice-reitora da Areandina da Colômbia

Temos feito uma análise sobre o impacto das novas tecnologias na educação e traçamos o objetivo de até 2030 garantir a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, promovendo oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

A educação de qualidade fomenta a inclusão social, diminuindo as brechas de equidade e impactando no desenvolvimento humano. Segundo o WEF (Fórum Econômico Mundial), 52% das tarefas de profissionais corrente serão substituídas por automatização. Em contrapartida, diversos empregos novos surgirão em função das novas tecnologias. As atividades rotineiras serão as primeiras a ser substituídas. A IA é muito importante e precisamos pensar se vamos usá-la a nosso favor ou se vamos deixar que ela tenha um mau uso em relação aos estudantes, assim como precisamos compreender como isso pode afetar seus processos de aprendizagem. A tecnologia é uma aliada e não um substituto. É preciso preparar nossos estudantes para que eles façam bom uso destas tecnologias para o desenvolvimento da humanidade.

WTS 2023 | Alkin Saucedo, Diretor de Telecomunicações da AIG do Panamá

A agenda digital de 2020 permitiu à AIG criar bases para a transformação do Estado, e alcançar o “Cidadão Digital”, foi assim que enfrentamos os desafios tecnológicos da pandemia. 5G é a implementação do presente, que promete um futuro transformado em operações digitais. É fundamental aproveitar seu potencial de gestão pública e digitalização cidadã. Temos uma iniciativa de hub digital em parceria com o CAF para um ponto de intercâmbio de internet regional que busca a eficiência de internet no país, promovendo que outros especialistas venham e entendam o Panamá como um ponto de internet. A ideia é aumentar a quantidade de aplicações de conteúdo que partem do Panamá. O Panamá já é considerado como um hub logístico de conectividade (de transporte e de telecomunicações) e a 5G abrirá oportunidades para o desenvolvimento do país, gerando novos negócios e transformando os processos do setor público, privado e os cidadãos em geral.

WTS 2023 | Maria Myers-Hamilton, Diretora Administrativa da SMA da Jamaica

A população da Jamaica é de 2.6 milhões de pessoas, sendo um país pequeno, quando comparado ao Brasil, por exemplo. O consumo mensal de dados por usuários é de cerca de 5GB. Com base na previsão global, espera-se um aumento para cerca de 25 GB em 5 anos. Para acabar com a brecha digital devemos considerar o preço, a disponibilidade e a acessibilidade da banda larga. Dessa forma, é necessário maximizar os ativos já existentes. Apesar de haver alocações nacionais da 5G, algumas administrações estão considerando realizar licitações locais em bandas médias e altas. O que nós prospectamos para a Jamaica com a implantação da 5G é alta velocidade em tráfego de dados, IoT, melhorias nos segmentos de transportes, saúde, educação e outros.

WTS 2023 | Patricia Carreño, Vice-ministra de Comunicações do MTC do Peru

Entre os desafios que o Peru enfrenta está a redução de desigualdades. Inicialmente vamos focar em infraestrutura para zonas rurais, lembrando da distribuição territorial do Peru, do qual 33.7 milhões de habitantes vivem em povoados, sendo que 71% desses povoados conta com menos de 200 habitantes. Esta disparidade dificulta os investimentos.  A tecnologia vai transformar a vida das pessoas, fomentar atividades cotidianas e uso produtivo, a cooperação técnica internacional é relevante para a inovação, permitirá conduzir projetos pilotos e provas de tecnologias emergentes com foco em zonas distantes e região da selva, a academia estará coordenando, gerando incentivos para reduzir a brecha digital e irá beneficiar o ecossistema de conectividade em nosso país

ASSISTIR AO WTS

###

Sobre a 5G Americas: A Voz da 5G e LTE para as Américas

A 5G Americas é uma associação setorial dos principais provedores de serviços e fabricantes do setor de telecomunicações. A missão da organização é de apoiar e promover o desenvolvimento total das capacidades da tecnologia sem fio LTE e sua evolução além da 5G, em todo o ecossistema de redes, serviços, aplicativos e dispositivos sem fio nas Américas. A 5G Americas fomenta o desenvolvimento de uma comunidade conectada e sem fio e está liderando o desenvolvimento da 5G para toda a região das Américas. A 5G Americas é sediada em Bellevue, no estado de Washington. Para mais informações, visite o site para o Brasil www.brechazero.com.br. Siga-nos no Twitter: @5GA_Brasil, e acompanhe nosso grupo no Linkedin: 5G Americas – Latin America & Caribbean.

Os Membros do Conselho de Administração da 5G Americas incluem: Airspan Networks Inc., Antel, AT&T, Ciena, Cisco, Crown Castle, Ericsson, Liberty Latin America, Mavenir, Nokia, Qualcomm Incorporated, Samsung, Shaw Communications Inc., T-Mobile US, Inc., Telefónica, VMware e WOM.