Entre as etapas que os diferentes Estados devem tomar ao se preparar para um novo cenário global, em que a digitalização é um fator-chave, está a formação das gerações futuras. O investimento na carreira para o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) é uma importante estratégia para o futuro.

Nesse sentido, o Ministério da Juventude da República Dominicana concedeu cerca de 1.200 bolsas de estudo como parte de sua convocação para a Transformação Digital, que faz parte do programa realizado pelos Agentes de Mudança. A ação ocorreu no âmbito da estratégia da República Digital, realizada pelo país e que foi lançada em agosto de 2018.

A iniciativa busca conceder bolsas de estudo para graduação e pós-graduação, distribuídas em 19 instituições de ensino superior e técnico na República Dominicana e três internacionais. É importante ressaltar que, no período 2016-2020, foram 10.780 jovens bolsistas, em dois anos e quatro meses.

No projeto, 54% dos beneficiários correspondem a carreiras em engenharia de sistemas, graduação em informática, técnico superior em mecatrônica, segurança, redes e engenharia mecatrônica. Enquanto os 46% restantes são distribuídos em comunicação digital, telemática, eletrônica, engenharia em tecnologia da informação e comunicação, entre outros.

No total, 4.600 jovens participaram do processo seletivo, que ficou aberto até setembro de 2018. Foi formado por um comitê de avaliação para a seleção de participantes, que além do índice acadêmico levou em consideração vários fatores, como a condição de vulnerabilidade dos participantes e elementos econômicos principais de economia da província.

A formação de jovens em carreiras deste tipo faz-se fundamental para o país se transformar diante das demandas que existirão na nova economia digital mundiais. Ter profissionais treinados em TIC proporciona à Repúblicas Dominicana melhores oportunidades diante dos desafios que enfrenta no futuro.

Desta forma, uma economia digital mais eficiente pode ser gerada. Contudo, para que esse objetivo seja realizado, é necessário que as autoridades também trabalhem na inclusão digital de toda a população. Sendo este o caso, é importante que as autoridades do país aumentem seus esforços para melhorar o acesso à banda larga.

A banda larga sem fio é uma ferramenta importante para alcançar uma grande cobertura com acesso robusto aos dados. Especialmente a partir de tecnologias como a LTE, atualmente, ou a 5G em um futuro próximo, o que permitirá que a população tenha ótimos serviços de banda larga sem fio para o futuro digital.

Para isso é necessário que as autoridades realizem estratégias que disponibilizem às operadoras de telefonia móvel uma maior quantidade de espectro radioelétrico. É também necessário que exista uma agenda que permita que as operadoras saibam quando as próximas licitações de espectro serão realizadas no mercado, de tal forma que haja previsibilidade no setor.

Em contrapartida, é importante reduzir as barreiras fiscais existentes no mercado para contribuir na implantação de redes de telecomunicações, em particular a colocação de antenas de serviço móvel. Nesse contexto, é importante que haja um padrão unificado em nível nacional que reúna as demandas dos diferentes municípios, conquistando maior segurança jurídica no setor e confiança nos atores.

Também é importante que os encargos tributários sobre os dispositivos e componentes da rede de telecomunicações sejam reduzidos. Neste último caso, é importante que as operadoras planejem eficientemente a instalação de suas redes. Por outro lado, a diminuição dos terminais de acesso é necessária para torná-las mais acessíveis e, portanto, permitir que uma parcela maior da população seja alcançada.

Como observado, é importante que as autoridades da República Dominicana façam um esforço para que os profissionais que estão em treinamento tenham uma orientação para as TICs. Particularmente, porque esses esforços terão uma recompensa imediata no novo sistema econômico global, onde a economia digital será fundamental para o desenvolvimento de novos mercados.

No entanto, também é necessário aumentar os esforços para que os diferentes mercados verticais tenham maior incorporação de novas tecnologias. Assim como deve haver estratégias governamentais para aumentar a conectividade da população, em especial através da banda larga móvel que, devido às suas condições, permite que uma parcela maior da população seja alcançada.