A implantação de novas tecnologias implica a possibilidade de evoluir nos diferentes setores que compõem a economia, os serviços e a sociedade. Entre esses desenvolvimentos está a Medicina, a implantação de tecnologias como a 5G permite melhorar as condições da telessaúde, gerando velocidades mais altas e acesso a dados mais robusto.

Nesse sentido, no Chile foi realizado um ultrassom a distancia utilizando redes 5G. A atividade compunha uma série de planos piloto de tecnologia e foi realizada na comuna de La Granja. Desta forma, a atenção médica poderia ser dada às aldeias onde os cidadãos não têm acesso a certos médicos especialistas.

Os testes com a próxima geração de banda larga móvel para diferentes setores da economia chilena começaram em fevereiro de 2019. Neste caso, uma varredura ultrassônica remota foi realizada na rede 5G desenvolvida no CESFAM Esteban Gumucio da comuna de La Granja, que se tornou o primeiro teste deste tipo realizado no Chile. Para isto, a faixa de 28 GHz que foi concedida à operadora Entel por um período de seis meses.

Durante o teste, um médico especialista pôde realizar um exame a distância utilizando um controle sem fio que permite indicar os movimentos do ultrassom através de uma luva com sensores, que foi sustentada por um paramédico localizado com o paciente em outro local do recinto.

Do ponto de vista da Subsecretaria de Telecomunicações, através da 5G será alcançado um melhor desenvolvimento da Telemedicina e múltiplas aplicações na área da Saúde. Desta forma, procura-se suprir a falta de especialistas em determinadas regiões, principalmente em áreas extremas ou remotas. A agência do governo ressaltou que o uso da tecnologia deve ser aplicado em avanços que beneficiem a qualidade de vida de todos os usuários, mas também para todos os setores produtivos do país, como mineração, agricultura, etc.

Por outro lado, do Ministério da Saúde, espera-se que o uso da 5G melhore a equidade de acesso a medicamentos, tratamento, tele patologia, tele radiologia, consultas clínicas e tudo que possa significar uma melhora na saúde das pessoas. Particularmente focado em pessoas que têm maior dificuldade de acesso à saúde.

A iniciativa é de grande valia para aumentar o acesso à medicina por áreas distantes dos grandes centros urbanos, não apenas em melhorias nos prazos de atendimento, mas também na redução das transferências de pacientes para centros de saúde. Esse tipo de medida, então, também se traduz em menores despesas para os pacientes.

No entanto, para que esses benefícios atinjam uma parte maior da população, é necessário que as autoridades aumentem os esforços para disponibilizar o espectro de radiofrequências para o setor de telecomunicações. Como pode ser visto, a banda larga móvel torna-se uma ferramenta eficiente para os cidadãos alcançarem melhores serviços de saúde.

Assim, uma maior disponibilidade de espectro para os serviços de banda larga móvel, bem como a geração de uma agenda que permita conhecer futuros editais de espectro para as operadoras móveis, torna-se muito importante. Neste último caso, porque permite maior previsibilidade ao planejar os investimentos necessários para a implantação de uma nova rede.

Como você pode ver, o desenvolvimento de estratégias governamentais que apoiem o uso da 5G para setores verticais é uma excelente prática realizada pelo governo chileno. Embora seja necessário que seja sustentado por uma maior gama de espectro de rádio, para que as operadoras possam desenvolver essas tecnologias.