Existem diversos caminhos na busca por aumentar a influência das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) para melhorar as condições de vida dos habitantes de um país. Considerando essas alternativas, destacam-se as promoções e concursos que buscam estimular a criação de aplicativos móveis.

Neste sentido, o Conselho Nicaraguense de Ciências e Tecnologia (CONICYT) desenvolveu o Concurso Juvenil de Aplicativos Móveis, cujo objetivo é promover a engenhosidade, a criatividade e a competitividade juvenil através do desenvolvimento de aplicativos. Da iniciativa também fazem parte: Claro Nicarágua, Universidade Nacional de Engenharia (UNI), Universidade Americana (UAM), Universidade Nacional Autônoma de Nicarágua (UNAN LEON), e a Fundação Zamora Terán.

O concurso está aberto para jovens nicaraguenses menores de 25 anos. A convocação permite uma inscrição individual ou em equipe de até três pessoas. Para isto, devem preencher as regras de concorrência que estão disponíveis no site do CONICYT, e a apresentação de cada um desses projetos está sujeita à aceitação do júri, que será composto pelas instituições que apoiam a iniciativa.

As inscrições estão disponíveis até 2 de outubro de 2017 e os ganhadores serão revelados ao final deste mesmo mês. Os ganhadores poderão receber dinheiro, produtos tecnológicos ou capacitação.

O concurso impõe uma série de requisitos cujo aplicativo deve apresentar. O principal é estar disponível para ao menos um dos principais sistemas operativos existentes no mercado móvel. Cada aplicativo deverá ajustar-se a uma das 5 categorias propostas pelo concurso:

  • Informação E Estilo de Vida: que se ofereçam soluções às necessidades de informação dos usuários proporcionando alternativas para melhorar seu estilo de vida, em setores como informação de consumo, notícias, segurança rodoviária, nutrição, saúde, harmonia, moda, restaurantes etc.
  • Educação E Utilidades: deve possibilitar que o usuário aprenda destrezas valiosas para o desenvolvimento humano, tais como processos produtivos, de organização, de comunicação e de comercialização.
  • Entretenimento E Jogos: que promova uma experiência lúdica, de ócio ou diversão.
  • Aplicação de Inclusão Social: incentivar a inclusão social das populações vulneráveis. Eles devem ter como objetivo incluir pessoas com deficiência, pacientes crônicos, setores de baixa renda ou população isolada.
  •  Aplicativo CLARO NI: tem como objetivo estar voltado para os colaboradores da Claro Nicarágua, para que estes possam consultar a agenda de descontos que contam os colaboradores por pertencer à esta instituição, as categorias que deverão considerar para a realização deste catálogo ou agenda de descontos são: saúde, beleza, restaurantes, educação, turismo etc.

Estes tipos de inciativa são de grande importância para que se desenvolva um mercado digital na Nicarágua. As competências que procuram gerar novos aplicativos permitem motivar os alunos do setor, aprimorando suas capacidades e recompensando uma atitude inovadora, estimulando assim a indústria.

No entanto, para que estas iniciativas se mantenham em tempo, é importante que as autoridades gerem condições para que exista um mercado que possa aproveitá-las. Ou ainda, além do estímulo no crescimento do mercado de comunicações móveis, que é o principal destinatário deste tipo de aplicativo.

Neste sentido, as medidas que tendem a estimular a adoção de banda larga móvel são necessárias. É importante que as autoridades considerem a disponibilidade de espectro radioelétrico para gerar assim a possibilidade de maior desenvolvimento de tecnologias de banda larga móvel, em particular de serviços LTE. A geração de uma agenda de futuras licitações de espectro faz parte também de uma estratégia de governo que permite gerar regras claras na indústria, possibilitando dessa forma previsibilidade para o desenvolvimento de novas regras.

Outra das medidas necessárias para o desenvolvimento de banda larga móvel é a redução de impostos sobre os componentes das redes de telecomunicações. Assim como também menores travas burocráticas no momento do desenvolvimento de infraestrutura. Ambas as medidas permitem à indústria levar conectividade à população de maneira mais eficiente.

Outro dos pontos a considerar é a redução de impostos sobre terminais de acesso. A acessibilidade dos smartphones, tablets e notebooks é também necessária para complementar um maior alcance das redes de banda larga móvel. Aumentar a quantidade de dispositivos de acesso no mercado é fundamental para se conseguir maior conectividade da população.

Como pode-se observar, a iniciativa realizada pela CONICYT é de grande importância para incentivar o desenvolvimento de um mercado digital local, que permita não apenas gerar conhecimento, mas também oferecer a oportunidade de elevar a Nicarágua no conjunto de nações dentro deste tipo de ofertas. Contudo, para que estes apps possam ter melhor desempenho é necessário que tenham espaço dentro do mercado local, para o qual é imprescindível estimular a conectividade e o acesso por meio da banda larga móvel.