As iniciativas de governo eletrônico, ou e-Governo potencializam as oportunidades das autoridades dos Estados de melhoram a relação com suas populações. Estas iniciativas possibilitam também aumentar a transparência das autoridades com os cidadãos, assim como também potencializar o tempo no momento de realizar tramites, entre outros benefícios.

Neste sentido, a Colômbia trabalha para que ao menos 190 sites do Estado funcionem de forma integrada até o final de 2020. O objetivo da iniciativa é melhorar as condições de vida dos cidadãos, para isto busca colocar em cada um deles o foco do desenvolvimento. Desta forma, busca que cada habitante possa ter pedidos, queixas ou reclamações de forma simples.

Para alcançar estes objetivos, as autoridades governamentais estão trabalhando no projeto de integração digital GOV.CO. Trata-se de uma estratégia que consolidará informação digital e de interesse para os cidadãos, existente em cerca de oito mil portais oficiais do Estado. Uma nova relação com os habitantes do país por parte dos governos é outro dos objetivos do programa.

A plataforma permite que os cidadãos interajam com o estado e possam realizar tramites de maneira fácil, ágil e simples, junto com outras atividades. Para acessar estes benefícios é necessário que os habitantes realizem quatro passos: 1-) registrar os dados em portal; 2-) entregar a informação requerida para o desenvolvimento dos trâmites; 3-) esperar que a entidade analise e desenvolva o trâmite; 4-) receber o trâmite requerido.

Além disso, as autoridades trabalham para que na plataforma desenvolva informação regular das entidades; os processos de participação para que o cidadão interaja, assim como tramites e serviços. Nestas funcionalidades será incluída, de forma gradual, mais informação sobre saúde, educação, justiça, inovação e competitividade etc.

Para que estas iniciativas tenham sucesso no mercado é necessário que os cidadãos possam ter acesso à Internet. Para isto, o Ministério de Tecnologias da Informação e as Comunicações (MinTIC) trabalham junto à população com o projeto de lei de modernização do setor TIC e o processo de leilão de alocação de espectro que realiza o ministério.

No caso da lei, sua promulgação permitiria que os colombianos estivessem conectados a um padrão internacional que pudesse ser aplicado na Colômbia, especialmente naquelas regiões que vivem em áreas rurais e em baixo estado socioeconômico. Por outro lado, o Ministério das Comunicações e Transportes busca fornecer a plataforma de segurança digital, para isso trabalha com todas as entidades envolvidas em questões de segurança para cuidar da privacidade dos cidadãos.

O processo de leilão de espectro é uma medida necessária para aumentar a conectividade no mercado por meio de redes de telecomunicações móveis. É importante reforçar que por suas condições de banda larga móvel e sem fio permite alcançar grandes coberturas de mercado com menores níveis de investimento. Em particular, tecnologias como a LTE, ou em um futuro como a 5G, que por suas condições permitem acessar grandes velocidades e dados robustos, facilitando dessa forma o acesso dos cidadãos aos serviços de e-Governo.

É também importante que, além de aumentar a quantidade de espectro radioelétrico destinado aos serviços móveis, as autoridades considerem criar uma agenda com futuras licitações. Desta forma, gera maior previsibilidade na indústria, que pode planejar de forma efetiva os desenvolvimentos de novas tecnologias.

No mesmo sentido, é importante que existam estímulos das autoridades no desenvolvimento destas tecnologias móveis, assim como também incentivos para que se desenvolvam aplicativos que permitam adaptar as plataformas web em smartphones. Em particular porquê estes dispositivos estão ao alcance de uma maior quantidade de cidadãos, por isso sua adoção possibilitará que mais pessoas sejam beneficiadas.

Também é necessário que as autoridades busquem gerar politicas que flexibilizam as demandas burocráticas que existem no momento de desenvolver redes de telecomunicações. Especialmente antenas de serviços de banda larga móvel. As demandas dos distintos municípios, e os prazos de autorização destes são amarras para o desenvolvimento de infraestrutura. Contar com uma lei nacional que permita previsibilidades na indústria é fundamental para potencializar sua adoção no mercado.

Outra medida necessária neste sentido é a redução de impostos que pesam sobre os terminais de acesso e componentes de rede. No primeiro caso, contar com smartphones mais acessíveis permite que mais cidadãos possam acessar os benefícios propostos pelo governo. Em contrapartida, componentes de infraestrutura mais econômicas possibilitam que as operadoras desenvolvam suas redes de forma mais econômica.

Como é observado, a iniciativa para aumentar as opções de e-Governo na Colômbia são positivas em vários aspectos que vão desde a transparência até a melhoria na qualidade de vida dos habitantes. No entanto, é necessário que estejam acompanhadas por uma busca de aumentar a conectividade no mercado para que seus resultados sejam efetivos.