A possibilidade de ajudar a população ante um desastre natural por meio de alertas é um dos benefícios que permite alcançar o uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) para as diferentes sociedades. A opção de enviar uma mensagem de forma eficiente e rápida para uma grande porção transforma as novas tecnologias em uma ferramenta eficiente para a prevenção, as tarefas de resgate e reconstrução.

Neste sentido, na Nicarágua, o Sistema Nacional para a Prevenção, Mitigação e Atenção de Desastres (Sinapred) e o Instituto Nicaraguense de Estudos Territoriais (Ineter), com o apoio da República da China (Taiwán) firmaram um acordo para o fortalecimento de capacidades em Metadados SIG ante ameaças naturais no país.

Por meio deste projeto, as autoridades poderão usar imagens dos satélites e tecnologia de Sistemas de informática para prevenir e organizar a população ante desastres, uma vez que isto ocorra. Também monitoram os movimentos do solo, trabalho que participa o Sistema de Informação Geográfica. Desta forma, busca facilitar a implementação no momento de diagramar as medidas de prevenção e mitigação dos desastres.

Um dos pontos fundamentais do projeto é a capacitação dos empregados técnicos que são parte do Sinapred, para que desta forma possam otimizar os esforços realizados no investimento em tecnologia. Ou ainda, que estes trabalhos formais dos funcionários sejam de grande importância para que possam melhorar as ferramentas técnicas que oferecem e assim beneficiar a população ante um desastre natural.

Capacitações deste tipo estão ativas desde outubro de 2018, quando começaram a realizar diferentes seminários baseados no sistema de metadados. Nestes encontros também existe intercâmbio de experiencias entre os funcionários, a fim de otimizar o desenvolvimento deste serviço pela cidadania.

A partir dos encontros procura gerar uma base que funciona como alinhamento, com uma importante quantidade de temas altamente sensíveis, para um bom desenvolvimento do projeto. Em outras palavras, os encontros funcionam para fortalecer o preparo ante riscos de desastre, assim como também a criação de informação cientifica técnica para oferecer para a população e outras instituições de governos que a necessitem.

O desenvolvimento de metadados SIG se realizará por meio dos padrões ISSO 19115. Uma vez gerada a informação fará parte de uma porta web criada exclusivamente para este fim, que terá tecnologia de código aberto Open Source. Desta maneira, busca gerar informação precisa de acesso em tempo real que permite alertar sobre qualquer fenômeno natural de perigo para a população.

A incorporação da tecnologia para Sistemas de Alerta de Tempo, o SAT, faz parte de uma ferramenta fundamental no momento de definir entre a vida e a morte dos habitantes. Tecnologias como a banda larga móvel, em combinação com Big Data e Internet das Coisas (IoT) são fundamentais para poder acessar dados em tempo real que permitam prevenir qualquer desastre natural.

A inclusão de dispositivos conectado que monitoram a atmosfera, as marés e o solo, e se conectam com serviços de forma remota enviando informação e sendo analisada em tempo real confirmam uma informação substancial para órgãos como o Sinapred. Atualmente com tecnologias como a LTE, por sua robustez e velocidade de dados, apresentam-se como ótimas para funções deste tipo, características potencializadas com a chegada da 5G.

No entanto, tecnologias deste tipo devem contar com certos incentivos das autoridades para potencializar investimentos do setor privado. Em primeiro lugar, é fundamental que se aumente a quantidade de espectro radioelétrico disponível para serviços de banda larga móvel. É também necessário que se gere uma agenda com futuras licitações que permitem às operadoras contar com previsibilidade de mercado.

Por sua vez, é importante que se reduzam as questões burocráticas que existem no momento da construção de redes de telecomunicações no mercado. Em particular a instalação de antenas de redes móveis, que são necessárias para colocar em funcionamento as novas tecnologias. Neste sentido, é necessário que exista coerência das demandas das diferentes leis, para que as operadoras possam planejar de forma eficiente o desenvolvimento de novas tecnologias.

Assim, é necessário que se reduzam os impostos que pesam sobre os terminais de acesso e componentes de rede. Este último caso é necessário para que as operadoras possam alcançar cobertura de serviços de forma mais rápida. Tanto que a relação com os dispositivos, a redução imposta possibilita que se adquiram uma maior quantidade de instrumentos de medição que possam se comunicar com tecnologias sem fio a menor custo.

A iniciativa realizada pelo governo da Nicarágua é importante no momento de atuar de forma efetiva ante desastres naturais, a incorporação de uma maior quantidade de mecanismos de medição se torna necessária para otimizar as previsões. No entanto, é fundamental que este tipo de projetos esteja acompanhado por outros que aumentem a conectividade no mercado para potencializar seu alcance.