As oportunidades para melhorar os sistemas de educação da região estão intimamente ligadas à inclusão das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) nos currículos. Este tipo de iniciativas deve ser acompanhado pela disponibilização de diferentes dispositivos de acesso, em particular para os alunos que não podem acessá-los, a fim de melhorar a aprendizagem.

Neste contexto, o Ministério da Educação da Bolívia entregou na segunda seção municipal Caquiaviri da província Pacajes do departamento de La Paz, laboratórios, equipamentos e computadores para as Unidades Educacionais Nacionais Achiri e Antonio Diaz Villamil Vichaya. O objetivo das autoridades é conseguir uma melhor formação e atender às demandas de estudantes de estabelecimentos de ensino em áreas rurais.

Desta forma, a unidade educacional da Achiri Nacional recebeu laboratórios de informática, física, química, biologia e geografia para fortalecer esse campo de conhecimento. Enquanto isso, além desta unidade, a do Antonio Diaz Villamil de Vichaya estavam equipadas com equipamentos esportivos, computadores e laboratórios. Segundo o Ministério, esses elementos também serão entregues a outros centros educacionais do distrito educacional de Caquiaviri.

Cada um dos laboratórios equipados pelo Ministério contém kits de óptica mecânica e física, eletricidade e calor, kit de química, bem como laboratório de biologia, modelos planetários para laboratório de geografia e acessórios complementares de segurança. É um material pedagógico necessário para incentivar o conhecimento nos jovens.

Enquanto isso, os computadores abrem um novo horizonte de aprendizagem para cada um dos alunos. Seu uso é, em muitos casos, a porta de entrada para o mundo digital, uma situação que aumenta as oportunidades de crescimento do país. No entanto, essa oportunidade pode ser acompanhada por todo o sistema educacional, orientando e orientando os alunos no uso correto das tecnologias.

Para atingir esses objetivos, é importante que os trabalhos de treinamento do corpo docente sejam realizados. Ter professores treinados em TIC é um passo fundamental para que os investimentos em dispositivos tenham um bom desempenho. Em outras palavras, investir apenas em dispositivos de acesso não é suficiente para os alunos avançarem na educação centrada nas TIC.

O trabalho dos professores deve se concentrar em promover o uso de dispositivos em sala de aula, melhorando seu relacionamento com os alunos e usando esse material para introduzi-los no mundo digital. É importante considerar que essas habilidades serão de grande benefício para os estudantes no futuro, pois existe prepararão para uma nova economia global.

Por outro lado, é necessário que as autoridades gerem conteúdo para o aprendizado dos alunos. A possibilidade de oferecer aplicativos projetados especificamente para os alunos é necessária para melhorar as oportunidades de aprendizagem. Em outras palavras, o conteúdo é tão importante quanto os dispositivos de acesso para a operação deste tipo de planos.

Assim, três questões básicas devem ser levadas em consideração pelo Ministério da Educação da Bolívia para avançar na inclusão das TICs no setor: fornecimento de dispositivos, treinamento do corpo docente, geração de conteúdo educacional. Estes três elementos são essenciais para avançar para um novo formato educacional, mas eles também precisam ser acompanhados de conectividade.

A possibilidade de conectar escolas é uma medida necessária para aumentar o alcance das iniciativas de TIC na educação. Ser capaz de ter estabelecimentos educacionais conectados melhora aspectos do treinamento dos alunos, como processos administrativos e controle de frequência. Neste cenário, é necessário o trabalho entre as autoridades educacionais com as quais eles têm poderes sobre o aumento da conectividade no mercado.

É importante aumentar o acesso à banda larga no mercado, em particular a banda larga móvel e sem fio, o que, devido às suas condições, permite uma maior cobertura de serviços. Atualmente, tecnologias como a LTE, ou no futuro próximo 5G, têm acesso a dados e velocidades de transferência que permitem conectividade eficiente para escolas em áreas rurais.

Para incentivar a adoção dessas tecnologias, é necessário que as autoridades bolivianas ofereçam maiores parcelas do espectro de rádio ao setor de telecomunicações móveis. Também é necessário gerar agendas com futuras ofertas de espectro que permitam aos operadores planejar o desenvolvimento de novas tecnologias a longo prazo.

Outra das medidas a serem implementadas para aumentar a cobertura do mercado é a redução de entraves burocráticos que pesam sobre a implantação de redes de telecomunicações, incluindo antenas de serviço móvel, que geralmente têm grandes restrições por parte dos municípios para sua instalação. O trabalho em uma norma de abrangência nacional que aglutina as demandas do Estado e simplifica os procedimentos é fundamental para que as operadoras planejem suas redes de forma eficiente.

Como você pode ver, a iniciativa de entregar computadores pelas autoridades bolivianas é um grande passo para o setor de educação. No entanto, essa iniciativa deve ser acompanhada por outras, como a formação de docentes, a geração de conteúdo específico e, fundamentalmente, o aumento da conectividade no mercado.